Ponto Chic: um clássico no aniversário de SP!

Ontem foi aniversário de 461 anos de São Paulo e por isso, resolvi conhecer um clássico da cidade, o Ponto Chic, que inventou o Bauru em 1936.
Sei que o original fica no Largo do Paissandu, mas como requer um esforço inenarrável para ir até lá, resolvi ir no do Paraíso mesmo, pertinho de casa.

Eu adoro sanduba de padaria. Misto, bauru, americano. Todos esses para mim são sempre uma boa pedida no café da manhã do final de semana. Mas nunca tinha comido o original, o de quem criou o lanche.

Fui lá, no calor do cão que tem feito nesta cidade. Ambiente simpático, antigão, sem luxo, mas confortável. Para amenizar o calor, pedi uma Original.

No cardápio, além do clássico Bauru e de variações do mesmo, como o Seleto, com presunto e o Rococó, com gorgonzola e aliche; alguns pratos simples e com vocação para almoço dos trabalhadores da região, como Frango à Milanesa, Omelete e Strogonoff. Resolvi ir no clássico mesmo.

Lá, descobri que o Bauru original não é feito com presunto, queijo e tomate no pão francês, como eu bem pensava, mas sim com rosbife, uma mistura de 4 queijos derretidos na água (que eles dizem ser prato, gouda, suíço e estepe), tomate e picles no pão francês.

Chegou o lanche. Pão francês fresquinho, crocante, grandão. Rosbife daqueles mais comerciais, cozidão, sem nenhuma parte rosada (mas ok para um sanduíche clássico como esse). O queijo, bem, o queijo é um caso à parte. Gostoso sim, mas pesadão, cai igual uma bomba.

O tal do bauru de rosbife!
O tal do bauru de rosbife!

Se eu gostei do sanduba? Sim, gostei! Como fica aberto até de madrugada, acho que é uma boa opção pra fome que dá na madrugada (e vocês sabem, SP já foi uma cidade com mais opções na madruga, hoje a cidade está meio chata e perigosa demais!).
Mas sinceramente, não achei que vale o tanto que custa. Mesmo. Continuarei pedindo os meus deliciosos – e simples – Baurus nas padarias de bairro.

Parabéns SP!
E este ano, prometo que conhecerei mais os clássicos desta cidade que eu tanto odeio que vivo.

O que mais gostei de lá: Cerveja de garrafa!
O que não gostei muito: Acho que o pessoal deu uma pirada no preço do sanduba!
Dica que vale ouro: De segunda a sexta, das 15h às 19h, já que não tem tanto movimento, o preço do bauru baixa para R$ 11,90. Aí sim, um pouco mais justo.

Ponto Chic (http://www.pontochic.com.br/)
Praça Osvaldo Cruz, 26 (do lado do Shopping Paulista) – Paraíso – (11) 3289-1480 – Tem mais dois endereços, um em Perdizes e o original, no Largo do Paissandu
Todos os dias, das 11h às 2h.
O Bauru custa R$ 20,80. Ai!

2 comments

  • Eu achei superestimados tanto Baurú do Ponto Chic,
    quanto o Sanduíche de Pernil do Bar Estadão.
    Preciso dar a eles uma segunda chance, haha….

    • Eu também acho os dois superestimados e caros demais para o que oferecem.
      São bons, mas nada espetacular.

      Como disse no post, prefiro comer o bom e velho bauru da padaria.

      Abraços!

Submit a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *