Petiscos do Tigrão: Comida Taiwanesa na Liberdade

Eu vou frequentemente à Liberdade, mas as minhas idas ao bairro são principalmente para comprar produtos asiáticos e eu raramente como por lá.
Mas um dia desses aconteceu de eu estar lá na hora de almoço e querer comer uma coisa diferente. Fomos então conhecer o Petiscos do Tigrão, especializado em comida taiwanesa.

petiscos do tigrão

+ Descubra o que fazer de legal em SP nesta semana +

Apesar de ter amigos taiwaneses, eu nunca havia provado a comida do país e pra ser sincera, não sabia bem o que esperar.

O Petiscos do Tigrão fica na Rua Thomáz Gonzaga, quase ao lado do famoso bar Kintarô. É pequeno e tem ambiente bonitinho, novo, com várias imagens de patas de tigrão espalhadas pela casa.
O ambiente não é nada charmoso e lembra alguns fast food asiáticos que já fui, mas isso não chega a incomodar.
O que pode incomodar a alguns é o cheiro de fritura e de chapa do térreo. Se não quiser sair de lá defumado, é melhor sentar no andar de cima.

petiscos do tigrão
Ambiente do Petiscos do Tigrão: bonitinho, mas sem nenhum charme

 

No cardápio, o principal atrativo é o Guabao, um sanduíche taiwanês feito com pão adocicado e que pode levar carne de porco, de boi, frango, peixe ou cogumelos, além de verduras e amendoim.
Mas também há aperitivos, como lula frita e frango frito e pratos completos com pancetta, carne desfiada, frango ou peixe acompanhados de arroz, sopa, salada e aperitivos. O famoso PFão de Taiwan.

petiscos do tigrão
Cardápio com as opções de Guabao

 

Como estávamos com fome e curiosos com a comida taiwanesa, decidimos pedir um Guabao de Carne e uma Pancetta à moda da casa.

O lugar estava vazio e a comida logo chegou. Para a nossa alegria, ela era muito bem servida.

A Pancetta à moda da casa (com arroz, sopa tradicional, salada e aperitivos, R$ 28) lembrava um Teishoku japonês pela variedade de itens e pela forma que estava montado.
O sabor, no entanto, era bem diferente.

petiscos do tigrão
Pancetta à moda da casa: um dos pratos do Petiscos do Tigrão

 

+ Veja aqui quanto custa viajar para o Japão +

A pancetta, cozida, estava muito gostosa, bem temperada, macia e sem pedaços excessivos de gordura.
Os acompanhamentos também eram bons, no geral. Arroz cozido que lembrava o japonês, saladinha fresca de repolho e cenoura, ovo cozido levemente curado e sopa tradicional gostosa, que lembrava um consomé com sabores bastante apurados.

petiscos do tigrão
Destaque para a pimenta da casa: forte e deliciosa

 

O prato era bom, mas acho que todos os elementos ali eram tão comuns, tão conhecidos para o nosso paladar, que em nada nos surpreendeu. É gostoso, mas nada que valha a visita.

Em seguida, chegou o Guabao de carne, que pode ter o acompanhamento tradicional, com mostarda verde (a folha, não o condimento) e amendoim ou salada de alface e tomate (R$ 15).

petiscos do tigrão
Guabao, o sanduíche mais diferente que já comi e ainda assim, delicioso!

 

Eu fui na primeira opção, de mostarda e amendoim pois me pareceu mais autêntico.

Quando a sanduíche chegou à mesa, ele nos surpreendeu por ser provavelmente o sanduíche mais diferente que já comemos em SP.

Pra revelar tudo de uma vez, eu digo: Ele é delicioso!

O pão do Guabao é como aqueles pães chineses cozidos no vapor (que eu não gosto, me julguem!), mas eles fritam antes de servir e ele tem um leve adocicado que é delicioso. Parece um sanduíche montado em uma massa de sonho!

A carne é bem temperada, macia e abundante. Mas o melhor do sanduíche (e que se você pedir a versão com salada não vai ter) são as folhas de mostarda e o amendoim.
E isso tudo é bem diferente. O amendoim é como se fosse uma farofa, um pozinho de amendoim. E você já viu farofa de amendoim em um sanduíche? Nem eu! Mas fica bom de verdade!
As folhas de mostarda trazem um leve amargor que se contrabalanceia com o adocicado do pão e deixa a coisa toda bem equilibrada. Ficou perfeito com a Kirin, a cerveja japonesa que pedimos!

petiscos do tigrão
Cervejinha e Guabao garantem um excelente happy hour

 

Só dispense a meia dúzia de batata frita que vem com o sanduíche, pois elas são horríveis. As minhas vieram cruas e encharcadas de óleo, um horror!

O sanduíche é bem diferente e delicioso. Se essa for a comida típica de Taiwan, pode me dar uma passagem pra lá agora!

Se eu soubesse que o sanduíche era tão bom, nem tinha perdido meu tempo pedindo um prato. Agora preciso voltar lá pra provar as cinco outras versões do lanche: com porco, frango, peixe e tofu defumado com cogumelos.
Certamente na minha próxima passada pela Liberdade para comprar arroz, eu darei uma passadinha lá pra levar um Guabao pra casa.

+ TenSushi: comida japonesa muito boa na Vila Mariana +

Em tempo: não espere muito do serviço. Ele não é muito rápido nem simpático e quando fui, apesar de ser meio dia, os funcionários não se importaram em deixar um monte de mercadoria espalhada no chão do restaurante e nem em discutir na nossa frente sobre quem ia arrumar aquilo. Coisas da Liberdade!

Petiscos do Tigrão (não tem site e nem página no Facebook)
Rua Thomáz Gonzaga, 107, Liberdade, SP – (11) 3207-8255 – Metrô mais próximo: Liberdade (350 m)
De segunda a domingo, das 11h às 22h30.
Gastamos uns R$ 60 em duas pessoas e saímos bem satisfeitos. Comemos um prato, um sanduíche e tomamos uma cerveja. Bastante honesto!

Já provou o Guabao? O que achou? Deixe os seus comentários aqui embaixo.

Gosta do Magali Viajante? Então não esquece de seguir a gente em todas as mídias sociais. Tem conteúdo exclusivo para o Facebook, Instagram,Twitter,YouTube e até Snapchat. Segue lá!