Os japoneses e a arte da fritura do Ajissai

Que a comida japonesa vai muito além de sushi, sashimi e temaki, todo mundo já está careca de saber. Mas se tem uma coisa que eu considero muito interessante e paradoxal, é a capacidade dos japoneses de fazerem excelentes frituras.

Acho paradoxal pelo fato dos japoneses terem uma alimentação tão saudável, e reconhecida mundialmente como tal, e terem na sua cultura gastronômica pratos tão “pouco saudáveis” como as carnes empanadas e fritas.

Já sabia que os japas eram bons na fritura porque a avó do meu marido faz o melhor camarão e peixe empanados do mundo. Sequinhos por fora e tenros por dentro. Mas aí eu descobri a tal da Farinha Panko, que é a “farinha de rosca dos japoneses” – eles empanam tudo com essa tal farinha, e ingênua, pensei que esse fosse o segredo. Mas não é. Meta-se à besta de fazer uma fritura confiando no poder da farinha Panko e decepcione-se, porque realmente não vai ficar igual.

Ainda não descobri qual é o segredo, mas imagino que a senhora do Ajissai compartilhe o mesmo com a obatian do Thiago. Êta mão boa que essa mulher tem para fritura!

Olha a mestre da fritura em ação!
Olha a mestre da fritura em ação!

Frequento o restaurante há uns 8 anos, já. E nunca, nunquinha, comi nada que estivesse menos que excelente por lá.

Pega essa lula! A barriga até roncou de vontade.
Pega essa lula! A barriga até roncou de vontade.

O Ajissai é um restaurante muito simples, que mais se parece a casa da família e que muito se assemelha com as casas encontradas no Japão.
Especializado em tonkatsu, carne de porco empanada e frita, a casa serve diversos tipos de fritura, como peixe, carne bovina, frango e até lula e ostras! Mas é tudo frito, ou seja, se estiver de dieta, passe longe daqui.

A única pessoa que toca nas frituras é a mãe, matriarca da família, que não deixa seu posto por nada e nem permite que ninguém ponha um dedo na sua obra-prima.

O salão é simples, com uma entrada bem bagunçadinha, com uns livros e revistas japoneses. No térreo, há um balcão de frente para o tacho de óleo, de onde saem as delícias. No piso de cima, um pouco mais arejado, algumas mesas maiores, perfeitas para comer em família.

O atendimento é eficiente, porém com pouca interação ou conversa. Pediu, anotou, ok, acabou.
Não venha aqui esperando um super ambiente ou um atendimento primoroso, a estrela aqui é a comida.
Então vamos à ela!

Os pratos à espera da mais crocante milanesa japonesa!
Os pratos à espera da mais crocante milanesa japonesa!

Apesar das inúmeras opções de frituras, tem um prato que tem um espaço especial no meu coração, e todas as vezes que como no Ajissai não posso deixar de pedi-lo. É o Katsudon, um bowl de arroz coberto com milanesa de porco, cebola, ovo e molho de katsudon (redução de dashi, shoyu e açúcar). É uma perdição.
Aquele tipo de prato perfeito para um dia mais friozinho (tá difícil aqui em SP), bem comfort food mesmo. Para mim, é um dos melhores pratos para se comer quando estou triste, melancólica, ou precisando de um conforto… Mas quando estou feliz também. Ou seja, é um prato para se comer em qualquer ocasião.

Katsudon, you have my heart!
Katsudon, you have my heart!

O Thiago foi de Tonkatsu, que vem acompanhado de salada de repolho, tomate, laranja, misoshiro e alguma conserva japonesa do dia.
Nunca vi uma fritura tão bem feita. Sequinha, crocante, com a carne super macia e molhadinha por dentro. Maravilhoso!

Tonkatsu!
Tonkatsu!

A minha sogra adora pedir as Kaki Furai – ostras empanadas e fritas, e diz que são excelentes, mas eu nunca provei! Prometo que da próxima vez que eu for lá tentarei algo novo. Mas nunca, nunca deixarei o meu Katsudon de lado.

O que mais gostei de lá: É um lugar que permanece fiel à sua essência. Não muda a receita, o conceito ou o cardápio para agradar ou fazer mais sucesso.
O que não gostei muito: A TV ligada no noticiário bem na hora do almoço. Ninguém merece comer ouvindo tragédia.
Dica que vale ouro 1: Sente no balcão para assistir como é feita a milanesa. Para quem gosta de cozinhar, é um show à parte. Muita gente diz que você sai de lá com cheiro de fritura, mas para mim, este é o melhor lugar da casa.
Dica que vale ouro 2: Atenção especial para a cebola do Katsudon e para o arroz encharcado de molho. Conseguem ser mais gostosos que a carne em si.

Ajissai (http://www.restauranteajissai.com.br/)
Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, 372 – Vila Mariana (pertinho do Metrô Ana Rosa) – 5549-0627
Segunda a sábado e feriados, das 11h30 às 14h e das 18h30 às 22h.
Custa uns R$ 50 por pessoa, com prato e bebida.

E acho que já descobri o segredo da fritura perfeita: tem que ser obatian japonesa mesmo! Pra mim, no way! Só se nascer de novo…