Onde Se Hospedar em San Diego: The Grande Colonial La Jolla

San Diego é uma cidade muito legal, com várias opções de bons bairros para se hospedar.
Dá pra ficar no centro, no Gaslamp Quarter, em Little Italy… boas opções não faltam.
Mas se você está procurando um pouco de sossego e quer ficar perto do mar, o lugar para se hospedar é La Jolla, uma das melhores da cidade.

+ Conheça o Joshua Tree, um ótimo parque nacional no sul da Califórnia +

Em La Jolla, nos hospedamos no histórico The Grande Colonial e gostamos muito!

grande colonial la jolla

O Grande Colonial é um hotel quatro estrelas que existe desde 1913 e é o mais antigo de La Jolla!
Daquela época até hoje, muita coisa aconteceu com o hotel: reformas, mudanças na direção e no corpo de investidores, troca de nomes…

O Grande Colonial também foi a casa temporária de grandes artistas, como Gregory Peck, Charlton Heston, Dorothy McGuire, Groucho Marx, Pat O’Brien e outros importantes atores do La Jolla Playhouse, no final dos anos 50.
O hotel também serviu como hospedaria para militares solteiros durante a Segunda Guerra Mundial.

Por toda a importância histórica que o Grande Colonial tem, ele foi reconhecido em 1984 e 1990 como um lugar histórico e suas paredes ainda contam muito sobre o desenvolvimento da região.

Hotéis clássicos não são sempre a minha primeira escolha de viagem e se você está pensando que um hotel de 1913 tem um estilo velho, datado, pensou errado.
Todo o hotel passou por uma enorme reforma de mais de 8 milhões de dólares que foi completada em 2012, justamente um ano antes da comemoração de seu centenário.

grande colonial hotel la jolla
A recepção do Grande Colonial

 

Mas segura aí que eu já volto a falar da decoração…

Antes eu quero falar que uma das coisas que eu mais gostei do Grande Colonial foi a localização.
Ele fica no coração de La Jolla, pertinho de tudo a uma agradável curta caminhada de distância.

Quer ir pra praia? Ela está a 200 metros de distância. Os restaurantes? É só atravessar a rua. Lojinhas? Do outro lado da rua também.
Até se você quiser ir para La Jolla Cove ou comer no famoso George’s at the Cove (que nós não fomos) não precisa se preocupar em pegar o carro, pois são apenas 400 metros de distância.

Falando em carro, se você estiver com um por lá, isso também não será uma preocupação.
O hotel tem uma eficiente equipe de manobristas que foram os responsáveis pela excelente primeira impressão que tive do hotel.
Cheguei lá cansada depois de dirigir quase 25o quilômetros com chuva e eles foram super simpáticos e solícitos, fazendo a retirada das malas e a recepção do carro de forma super rápida (e isso se repetiu todos os dias que eu estive lá e precisei do carro).

Entrando no hotel, você vai reparar que a decoração é bastante clássica, sem ser velha e sofisticada sem ser cafona.
Mesmo eu que costumo preferir ambientes mais modernos, me senti super acolhida com a decoração do hotel.

O Grande Colonial tem 93 quartos e eu tomei um baita susto quando entrei no meu, a Pacific Ocean View Junior Suite (o hotel conta com mais cinco categorias de quartos e cinco de suítes), pois ele era enorme!

grande colonial hotel la jolla
Olha o tamanho do quarto – e eu fingindo que estava trabalhando!

 

As suítes como a que eu fiquei tem de 37 a 49m² (a minha devia ter uns 45m²) e contam com cama king size, closet grande (que dá até pra andar dentro), sala de estar com sofá e poltronas, mesa de trabalho, área de café, banheiro com banheira e área para fazer maquiagem, se arrumar e o melhor, uma vista linda do oceano.

Fora isso, as suítes ainda tem ar condicionado, ventilador de teto, wifi gratuito, TV HD com canais a cabo, máquina de café com cápsulas gratuitas, roupões de banho, dock station para iPods, tábua e ferro de passar e amenities da Gilchrist & Soames (deve ter mais alguma coisa que eu possa ter me esquecido).

Apesar de La Jolla ser incrível e ter um monte de coisa bonita pra ver, eu amei o quarto e não queria sair de lá de dentro.

A cama era enorme, com lençóis e edredons super macios e novos e como o quarto é cheio de janelas, eu nem precisava levantar da cama para ter a linda vista do oceano. Nem preciso dizer que passei muito tempo deitadona lá, né?

grande colonial la jolla reviews
Essa era a vista que eu tinha deitada na cama

 

A sala de estar era bem grande também, com espaço pra fazer uma reunião confortável para umas seis pessoas, com um sofá grande e duas poltronas bem confortáveis.
Não fiz reuniões, mas fiquei lendo as novidades de lifestyle de San Diego nas revistas deixadas lá como cortesia.

grande colonial hotel la jolla haunted
Será que ele estava à vontade?

 

A área de café, com cápsulas, máquina Keurig e garrafas de água mineral “de grátis” foram uma ótima inspiração para os dias em que precisei trabalhar. E o bom foi que o wifi não me deixou na mão. Funcionou perfeitamente todos os dias no quarto e nas áreas comuns do hotel.

+ Tá sem wifi nos Estados Unidos? Contrate a internet da EASY SIM4U e viaje sem preocupações +

O closet recebeu com folga minhas quatro malas e ainda sobrou espaço para eu andar lá dentro e sonhar com a possibilidade de ter um desses só pra mim.

Mas o banheiro, esse sim era ótimo. Foi o primeiro banheiro de hotel que eu já fiquei que tinha um pré-banheiro, ou seja, uma área antes do banheiro com balcão, espelho grande, banquinho e boa iluminação para que você possa se arrumar, secar cabelo, fazer maquiagem, enfim, um luxo!

the grande colonial la jolla
Detalhe da toalha

 

A parte do banheiro “de verdade” também era ótima, com uma banheira bastante confortável para uma pessoa, os ótimos cosméticos em tamanho usável (e não aqueles que parecem amostra grátis) da Gilchrist & Soames, uma excelente e renomada marca inglesa.
Ah! E não era só shampoo e condicionador não, tinha sabonete líquido, sabonete esfoliante em barra, shampoo, condicionador, hidratante, enxaguante bucal e esponja pra engraxar os sapatos.

grande colonial la jolla california
Os ótimos amenities da Gilchrist & Soames

Além de tudo isso, da janela do banheiro, você tinha “a” vista do oceano.
Tomar banho ficou até poético com o mar de La Jolla no fundo…

grande colonial la jolla hotel
Tomar banho com essa vista fica até mais gostoso!

 

Logo no dia que cheguei, estava no quarto lá pelas 17h, me preparando para sair pra ver o pôr do sol quando uma funcionária do hotel bateu na porta.
Ela tinha vindo fazer o “Turn-down service”, um serviço bem legal mas pouco praticado na maioria dos hotéis.
Trata-se da abertura da cama, ou seja, de deixar os lençóis prontos para o hóspede apenas deitar e dormir. Eu achei um mimo delicioso! E fiquei com mais vontade ainda de dormir naquela cama maravilhosa.

grande colonial la jolla yelp
A cama depois do turn-down e eu pronta pra tirar um cochilo

 

Nas áreas sociais, o hotel conta com uma piscina externa maravilhosa, aquecida em dias mais frescos; o restaurante Nine-Ten, que é considerado um dos melhores de La Jolla; passes gratuitos para o La Jolla Sports Club, uma academia localizada bem pertinho do hotel; aluguel de bicicleta e estações de recarga para veículos elétricos.

grande colonial la jolla trip advisor
A piscina!

 

Eu infelizmente passei apenas duas noites no Grande Colonial La Jolla, mas foram dias muito agradáveis que deixaram saudade.
Por isso, recomendo sem hesitar: se você estiver buscando um hotel sofisticado em La Jolla, é lá que tem que ficar!

grande colonial la jolla
Água fresquinha para se refrescar na piscina

 

+ Assista aqui como foi a minha experiência no Grande Colonial +

O hotel tem nota 8,6 no Booking e as diárias começam em US$ 249, variando conforme o quarto e a época do ano.

Para saber mais sobre o hotel, acesse: https://thegrandecolonial.com/

*A equipe do Magali Viajante se hospedou à convite do Grande Colonial, porém toda a experiência relatada aqui é real e as minhas opiniões e impressões pessoais foram mantidas.

Já deixe anotado para a sua próxima viagem para San Diego!

Gosta do Magali Viajante? Então não esquece de seguir a gente em todas as mídias sociais. Tem conteúdo exclusivo para o Facebook, Instagram,Twitter,YouTube e até Snapchat. Segue lá!