Nama Baru: uma boa opção de almoço executivo

(Post atualizado em junho de 2015)

Conheci o Nama Baru lá no Panela na Rua, evento de comida de rua da Praça Benedito Calixto. Entre um monte de comida meia boca, o Porco Burger deles me surpreendeu pelo excelente tempero e pelo cuidado com que foi feito.

O sensacional Porco Burger que eles serviram no Panela na Rua
O sensacional Porco Burger que eles serviram no Panela na Rua

Já tinha ouvido falar várias vezes deste restaurante e lido boas críticas sobre ele e não sei porque tardei tanto em ir até lá. É um restaurante que serve comida asiática. E diversas vezes ouvi que eles eram muito fieis aos temperos de lá.

Resolvi testar o menu executivo, durante um almoço de semana com o marido.

O restaurante fica em uma rua bem residencial e agradável de Perdizes, mas achei ele tão apagadinho, daqueles que olhando de fora não parece um restaurante, que ele poderia facilmente ser entendido como mais uma casa do bairro, ou um comércio qualquer.

Nama Baru - Magali Viajante

O ambiente, é colorido e bem gostosinho. O restaurante estava bem vazio e por isso, ao mesmo tempo que dava vontade de aproveitar e ficar bastante, às vezes parecia que a presença dos poucos clientes (duas mesas) incomodava o staff do salão, que conversava tranquilamente sobre qual seria o resultado da eleição e em quem votariam.

Nama Baru ambiente - Magali Viajante

Nama Baru cozinha - Magali Viajante

O menu executivo, que custa R$ 32,90, é composto de buffet de salada de entrada + um principal à escolha + sobremesa do dia. As opções de principal mudam quinzenalmente e você pode ter a sorte de encontrar o Porco Burger entre eles.

Para começar, pedimos uma jarra de chá gelado. Dentre as várias opções, escolhemos o mate com lichia. É uma jarrona, que dá uns quatro copos e estava bem gostoso e refrescante. Acho que eles poderiam dar a opção do chá vir sem açúcar, pois este que pedimos estava bem docinho.

O meu chá gelado: mate com lichia
O meu chá gelado: mate com lichia

Pausa para um adendo pessoal: eu ADORO chá gelado! Mas daqueles de verdade, não aqueles enlatados que só tem gosto de açúcar e sei lá mais o que. E realmente sinto falta desta opção nos restaurantes. Hoje em dia, na maioria dos lugares, só se pode tomar água, refrigerante, cerveja (mas no almoço não, tem que ir para o “trampo” depois), chá e suco enlatado. Até os sucos naturais tem sumido da maioria dos lugares. Parece que ao mesmo tempo que queremos ser tão saudáveis, sucumbimos à facilidade de ter somente alimentos industrializados e não temos mais opções de bebidas nos restaurantes. A cozinha é incrível, mas o bar, terrível. Sempre achei os chás gelados uma opção fácil, barata e deliciosa!!!

Voltando ao tema central do post, o almoço executivo do Nama Baru:
Aí, fomos nos servir do buffet de saladas – simples, com poucas opções, porém fresco e honesto. Tinha alface, tomate cereja, berinjela marinada, abobrinha, nabo, tofu, saladinha de grãos. Simples, mas gostoso. Bem melhor que a maioria dos executivos da cidade, que serve uma salada empratada chinfrim de alface, tomate e pepino e só. Além disso, você pode se servir quantas vezes quiser do buffet. Uma beleza para grupos de trabalho que sempre tem pessoas de dieta.

O buffet de saladas
O buffet de saladas

Então escolhemos os pratos principais: o Thi foi de costelinha de porco com canjiquinha e eu de filet mignon com arroz de jasmim.
As porções são generosas e os pratos vem muito bem apresentados. O prato do Thi estava gostoso, a costelinha estava bem feita, macia e temperada. Só achamos a canjiquinha meio sem graça, sem sabor, e também que faltou uma textura no prato… talvez uma coisa mais crocante ou fresca melhoraria a nossa impressão.

Costelinha de porco com canjiquinha
Costelinha de porco com canjiquinha

Já o meu prato agradou, e MUITO! Confesso que apesar do cardápio dizer Mignon com arroz de jasmim, fiquei feliz quando chegou um pratão de arroz, sem um bifão de mignon, e apenas tiras, com cebola roxa, cebolinha, moyashi, cenoura e bem temperado.
Me lembrou muito os arrozes peruanos, por ter aquele gostinho de wok e pelo tempero gostoso.
Comi cada grãozinho, até o final, raspei o prato. Adorei!

Mignon com arroz de jasmim - Delícia!
Mignon com arroz de jasmim – Delícia!

De sobremesa, só havia uma opção disponível: Pannacotta de chocolate branco com calda de frutas vermelhas. Ok, vamos lá! Estava gostoso sim, pannacotta levinha, doce na medida… mas achamos que faltou um toque de Ásia nela. Me parece que a sobremesa fugiu ao resto do conceito do restaurante…

Pannacotta de chocolate branco com frutas vermelhas
Pannacotta de chocolate branco com frutas vermelhas

No final, gostei sim do menu executivo. Achei simples, porém justo e saboroso. Mas infelizmente, não achei que ele “chama” o cliente para voltar no jantar e provar os demais pratos do cardápio.
Mas mesmo assim, voltarei. O Porco Burger aguçou mais a minha curiosidade sobre os outros pratos e temperos da casa do que o menu executivo completo.

O que mais gostei de lá: As opções de chá gelado, em jarra, para compartilhar.
O que não gostei muito: A canjiquinha que acompanhava a Costelinha de Porco.
Dica que vale ouro: Quando for lá, não esqueça de pedir o garçom um voucher que dá direito à um chá gelado na próxima visita!

Se gostei? Sim! Se voltarei? Com certeza! Mas ainda está longe de ser um dos meus restaurantes, ou menu executivo, preferidos da cidade.

Nama Baru (https://www.facebook.com/namabaru991) – O restaurante fechou em dezembro de 2014
Rua Barão do Bananal, 991 – Pompeia – 2548-7749
De terça à quinta, das 12h às 15h e das 20h às 23h; sextas, das 12h às 15h e das 20h às 23h45; aos sábados, das 12h30 às 16h30 e das 20h às 23h45 e aos domingos, das 12h30 às 17h.
Gastamos uns R$ 96, em duas pessoas, com dois menus executivos, uma jarra de chá gelado e o serviço.

Caixinha fofa que vem a conta
Caixinha fofa que vem a conta