Miss Saigon: a minha iniciação da cozinha vietnamita

Nunca fui para o Vietnã. E conheço patavinas (adoro esta palavra) de cozinha vietnamita.
Bem, é verdade, tive algumas aulas de cozinha vietnamita na faculdade e me lembrava bem da deliciosa salada de mamão verde. Mas acho que na minha memória gastronômica era tudo uma grande mistura entre Vietnã-Tailândia-saboresfrescos-delícia-pimenta.

Moro perto de Moema. Gosto da facilidade de comer perto de casa, e o bairro conta com algumas – não muitas – opções interessantes, como o Museo Veronica ou o Nanako. Mas a verdade é que eu tenho que concordar com um blogueiro famoso que diz que o bairro é um horror, pois tem tanta opção ruim agrupada, muitas vezes na mesma rua, que fica difícil algo se destacar.

Aí, há um milhão de anos, eu li sobre o primeiro restaurante realmente vietnamita da cidade, e que ele ficava em Moema.

Juntei a coragem, a fome e a vontade de comer algo gostoso e fui até o Miss Saigon.

Miss Saigon - Frente - Magali Viajante
Do lado de fora, o restaurante é bem bonitinho, mas quando você entra, ele mostra uma decoração bem simplista e característica de restaurantes asiáticos da cidade: cadeiras e mesas pretas, ambiente escuro e elementos vermelhos. Mas sem crise, estava lá por causa da comida mesmo.

Ambiente sem graça do Miss Saigon
Ambiente sem graça do Miss Saigon

Fomos recebidos pela dona, que é vietnamita e fez questão de nos cumprimentar. Achei super simpático.
Pena que o atendimento foi um issue. O garçom não sabia pronunciar direito ou explicar o que eram os pratos, além de ter uma atitude engraçadinha-intrometida que não me agradou em nada.

O cardápio, que apesar das fotos, não deixava de ser confuso. O que o garçom não ajudava muito a melhorar.
O cardápio, que apesar das fotos, não deixava de ser confuso. O que o garçom não ajudava muito a melhorar.

Pedimos então a famosa Salada de Mamão Verde com lula e camarão, pois queria lembrar os sabores que certa vez tinha provado.
Achei uma entrada bem saborosa, fresca, de bom tamanho, mas tinha pouco camarão e lula. Não sei dizer se estava parecida com a que é servida no Vietnã, mas achei bem gostoso, realmente.

A melhor parte da noite!
A melhor parte da noite!

Achamos que o cardápio mostrava muitas opções bem parecidas, ou quase iguais, mas muitas vezes, o próprio garçom não soube nos explicar a diferença. Então, como não estava em um dia a favor de grandes emoções, de principal, fomos de Espaguete de arroz com carne bovina e legumes, o Phò Xào Gà.
Ok, não é um prato que você espere grandes arroubos no paladar, mas achei muito simples e totalmente esquecível.
Estava bem feito, gostoso, mas nada que eu pagasse novamente R$ 35,00 para comer…

Miss Saigon - Macarrão de arroz com carne bovina - Magali Viajante
Fiquei muito curiosa pelas sobremesas e morrendo de vontade de um docinho.
Pedimos então a Banh Chuói, torta vietnamita de banana caramelada e calda de leite de coco. Tirando a textura, bem gelatinosa e esquisita, que não deve fazer um grande sucesso com os brasileiros, a tortinha era bem gostosa, mas não valeu o meu jantar.

Se você conseguir lidar com a textura, vai adorar!
Se você conseguir lidar com a textura, vai adorar!

Comi bem, mas saí de lá com a impressão que a comida vietnamita é mais. Esperava bem mais da comida e sei que um dia, quando tiver a oportunidade de visitar o país, serei surpreendida pelos sabores.

Não, na minha opinião, Moema não ganhou um representante de peso para mudar a sua imagem gastronômica.

O que mais gostei de lá: Da salada de mamão verde. Refrescante, sabor inusitado, ótima para dias de calor.
O que não gostei muito: Atendimento. Achei ótimo que os proprietários são vietnamitas. Mas precisam treinar seus garçons para que eles também saibam explicar e vender os pratos. E também a deixar os clientes jantarem em paz.
Dica que vale ouro: Dá para fazer a salada de mamão verde em casa. Logo mais coloco a receita aqui no blog.

Miss Saigon (http://www.misssaigonrestaurante.com.br/home.jsp)
Alameda dos Jurupis, 1374 – Moema – (11) 4564-1419
De terça a quinta, das 12h às 15h e das 18h às 22h; sexta, das 12h às 15h e das 18h às 23h; sábado, das 12h às 16h e das 18h às 23h e domingos, das 12h às 18h.
Gastamos cerca de R$ 95, com uma entrada, um prato, uma sobremesa, dois refris e serviço.

One comment

Submit a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *