Jojo Ramen: Vale a Pena Encarar a Fila?

Semana passada, após uma visita linda a Japan House, fomos jantar no Jojo Ramen, casa de ramen que se tornou um fenômeno nos últimos tempos.

jojo ramen

Chegamos lá por volta das 19h30 e é claro que já havia uma fila bem grande na porta. Perguntamos ao atendente, que nos deu o tempo médio de espera de uma hora. Resolvemos encarar. Ele anotou o meu nome e telefone e disse que se não me achasse por ali, ligaria quando a mesa estivesse pronta.

Mas será que vale a pena mesmo encarar a espera?

Conto como foi a nossa experiência para você tomar a sua decisão.

Pra começar, é possível você pedir bebidas e karaague enquanto espera. A espera é feita em uma área coberta na frente do restaurante, com alguns bancos para sentar que são insuficientes para a quantidade de gente que estava esperando.

Estava chovendo, frio e eu queria tomar uma cerveja barata, sentada em um lugar decente e aí vem uma dica que pode ser útil para algumas pessoas.
A poucos metros de distância do Jojo Ramen, na esquina descendo a rua, tem um bar meio padaria bem simples, mas que serve como ponto de espera mais confortável, tomando uma cerveja.
Fizemos isso e depois de 50 minutos, subimos para a fila do Jojo, que continuava enorme.

Depois de uns 20 minutos, com uma hora e dez minutos de espera, nosso nome foi chamado.

Fomos acomodado em uma mesa confortável e tanto o salão como o balcão estavam abarrotados de gente.

No cardápio, o Jojo apresenta ramens tradicionais japoneses ao estilo de Tokyo. Há algumas opções de entradas e nenhuma opção vegetariana, já que o caldo do ramen sempre leva carne.
Gostei da ilustração do cardápio ensinando o que é um ramen e quais ingredientes o prato leva.

jojo ramen cardapio
O cardápio do Jojo Ramen

 

Como já tinha tomado uma cerveja antes, pedi um chá quente japonês para tomar. Fui informada pelo garçom que a casa não servia chá, pois era “Tokyo Style” e as casas de ramen de Tóquio não serviam chá. Estranhei, pois lembrava de ter tomado chá em um tradicional ramen-ya na estação de trem de Tóquio, mas perguntei para uma amiga que mora em Tóquio e ela confirmou que as casas exclusivamente de ramen de lá realmente não servem chá.
Pedi uma água.

+ Razões para gastar tempo nas estações de trem de Tóquio +

O garçom era um pouco confuso e às vezes tentava ser engraçado, mas não conseguia. Conversei com outras pessoas que j´a foram lá e foram atendidas por ele que me disseram que ele pronunciava os nomes de vários itens da casa, como Kimuchi, de maneira errada. E quando essa pessoa, professora de japonês, pronunciou corretamente, ele a corrigiu. Inapropriado, no mínimo.

Pedimos então uma porção de Karaague (frango com tempero japonês frito, repolho e molho da casa, R$ 16) para começar.
Estava muito bom, bem temperado e pouco gorduroso. Uma delícia, mas não é o mais gostoso que já provei em SP. Gosto mais do karaague do Bueno e o Matsu. Mas o do Jojo Ramen é uma boa opção também.

jojo ramen preço
Karaague do Jojo Ramen

 

+ Bueno: um dos meus lugares preferidos de SP +

Em seguida, fomos para os ramens, o forte da casa e o que estávamos querendo em uma noite fria de outono. Há basicamente três categorias de ramen no Jojo: o Ramen, com uma fatia de chashu e uma folha de nori; o Ramen Jojo, com três fatias de chashu e três folhas de nori e o Tsukemen, com caldo mais encorpado e sabor mais intenso.

O Thiago pediu o Ramen Jojo Kara Misso – futomen, três fatias de chashu, três folhas de nori, yasai, hanjuku tamago e blend de pimentas (R$ 39).

jojo ramen paraiso
Kara Misso Ramen do Jojo Ramen

 

Quando o ramen chegou à mesa, com o caldo bem vermelho de pimenta, fiquei assustada e pensei que seria como os do Japão, extremamente apimentados para o meu paladar, não para o do Thiago, que come pimenta como poucos.
Mas para a minha surpresa, o ramen estava apimentado, mas não exageradamente.

Nós dois achamos o Kara Misso delicioso, com o caldo muito bom, cheio de sabor, macarrão com boa textura, chashu bem feito e boa quantidade de pimentas. Delicioso e aprovadíssimo.

Eu pedi o Tsukemen – futomen, pedaços de chashu, menma, cebolinha (R$ 37).

jojo ramen sp
Tsukemen: o meu preferido

 

Queria algo diferente, encorpado e foi exatamente isso que recebi. O macarrão, servido à temperatura ambiente, vem separado e deve ser mergulhado no caldo à medida que você for comendo, aos poucos.

+ Lamen Açu: outro lugar para comer ramen em SP +

O Tsukemen do Jojo Ramen tem sabor intenso, com caldo mais gorduroso e mais salgado do que o ramen. Eu amei e não conseguia parar de tomar o caldo.
Acho que muita gente deve achar o sabor forte demais, mas se você gosta de Tonkotsu Ramen, por exemplo, vale a pena pedir.

Eu fiquei apaixonada pela comida do Jojo Ramen, principalmente pelo Tsukemen. Os dois pratos que pedimos estavam extremamente bem feitos e tenho que dizer que o ramen estava tão gostoso quanto alguns que eu comi no Japão.

Os ramens são bem servidos e deixam você bem cheio. Eu terminei o meu caldo até o final, satisfeita e feliz.

O salgado do Tsukemen me deu vontade de pedir um doce, principalmente quando vi que eles tinham Choux cream, um dos meus doces preferidos do Japão.

+ Prove o excelente choux cream do Izumi +

Quando pedi ao garçom, ele me disse que o choux cream e todas as sobremesas tinham acabado. Que ele era tão bom em vendas que tinha vendido tudo no meio da noite.

Quando contei essa história para uma pessoa da família, a mesma que teve a pronúncia corrigida pelo garçom, ela disse que no dia que foi, mesmo sendo cedo, não tinha nem choux cream e nem karaague, então deve ser algo meio comum de acontecer no Jojo Ramen.
Seria bacana, já que eles tem um certo tempo de funcionamento, prever melhor a quantidade de clientes e fazer mais sobremesas, pra todo mundo sair feliz.

Mas então, vale a pena encarar a fila?

Vale sim. Mesmo com os deslizes do atendimento e da falta de alguns itens do cardápio, o ramen do Jojo Ramen merece a sua visita.
É claro que a sua experiência será melhor indo em grupos pequenos e chegando bem cedo.

Eu comi muito bem lá e coloquei a casa na minha lista de “voltar muito em breve, várias vezes”.

Jojo Ramen (http://www.jojoramen.com.br/)
Rua Doutor Rafael de Barros, 262, Paraíso, SP – (11) 3262-1654 – Metrô mais próximo: Brigadeiro (750 m)
Segunda a sexta, das 11h30 às 14h30 e das 18h às 22h e sábados, das 12h às 15h e das 18h às 22h.
Gastamos R$ 110 em duas pessoas.

Ah! O Jojo Ramen faz uma dobradinha perfeita com uma visita a Japan House!

Qual o seu ramen preferido em SP? Deixe sua opinião na caixa de comentários abaixo.

Quer conhecer a cena gastronômica paulista? Reserve o seu hotel em São Paulo por esse link do Booking. Você não paga nada a mais pela reserva e o Magali Viajante ganha uma pequena comissão, o que nos ajuda a continuar trazendo informações de viagens para você!

Compre o seu seguro de viagem pela Seguros Promo. Usando o código MAGALIVIAJANTE05 você ganha 5% de desconto na sua reserva.

Tenha internet ilimitada em qualquer lugar do mundo com a Easy Sim 4U.

Gosta do Magali Viajante? Então não esquece de seguir a gente em todas as mídias sociais. Tem conteúdo exclusivo para o Facebook, Instagram,Twitter e YouTube. Segue lá!