IMS Paulista: Conheça o Novo Instituto Moreira Salles em SP

A Avenida Paulista tem se consolidado como pólo cultural e a abertura do novo IMS Paulista só confirma isso.

ims paulista

Reserve o seu hotel em São Paulo.

De ponta a ponta, a avenida apresenta opções culturais e artísticas bacanérrimas, com várias atividades gratuitas e que atraem diferentes públicos.

No comecinho da avenida, no Paraíso, estão a Japan House, Casa das Rosas, Itaú Cultural e futuramente, o Sesc Paulista.
Já no meio dela, perto do Trianon, há a Fiesp e o Masp.

E há pouco tempo, desde setembro, o finalzinho da avenida, já quase na Rua da Consolação, recebeu o Instituto Moreira Salles, que veio como um grande presente para a população da cidade.

O IMS Paulista tem exposições, restaurante, café, biblioteca, área aberta, cinema e até um espaço para co-working.
É um baita passeio, daquele que todos os paulistanos deveriam fazer – e que dá o maior orgulho da nossa cidade.

Nós visitamos o IMS no meio da tarde de uma sexta feira de emenda de feriado. Estava cheio, mas deu para aproveitar perfeitamente a nossa visita.

O prédio, um belíssimo projeto de arquitetura, conta com sete andares.
Na entrada, no térreo, além de uma área de convivência aberta, há também o Balaio, um restaurante comandado pelo chef Rodrigo Oliveira, do Mocotó. Ainda não fomos comer lá, mas deve ser uma experiência interessante.

+ Quer uma receita nova de sardinha? Então aprenda a fazer o Iwashi Jyu +

Para o visitante que vai pela primeira vez e quer visitar todo o IMS, o fluxo pode parecer um pouco esquisito, mas depois de algumas visitas, começa a fazer mais sentido.

Isso porque a escada rolante do térreo leva os visitantes diretamente ao quarto andar, onde fica a Praça IMS, um espaço aberto com café e livraria.

IMS Paulista
Praça IMS, no quarto andar

 

E apesar dessas duas operações serem bem interessantes, o que chama mais atenção de quem chega ao quarto andar é a vista que se tem da Avenida Paulista.

ims paulista
A bela Avenida Paulista vista do IMS

Apesar de não ser tão alto, a vista que se tem de lá é bem bonita e dá um panorama legal do que é a cidade, com suas múltiplas personalidades se encontrando na avenida.

ims paulista
Múltiplas imagens de uma mesma avenida

 

Para conhecer o restante do IMS, o visitante pode se aventurar nas escadas (que são muitas) ou subir de elevador.

Vá direto para o último andar (de escada, se possível, suas pernas agradecem), onde fica a Galeria 3, que até o dia 30 de dezembro exibe a belíssima exposição “Robert Frank: Os americanos + os livros e os filmes”.

ims paulista
Janela indiscreta: detalhe na exposição de Robert Frank

 

Eu, que adoro exposições fotográficas, fiquei encantada com as fotos retratando a realidade americana dos anos 50, em uma viagem em que o fotógrafo percorreu todo o país.
Ali também dá para ter contato com os livros e os filmes de Robert Frank, em um espaço bonito, quase que interativo, que convida os visitantes a fazerem parte da exposição. Imperdível!

Descendo um piso, na Galeria 2, você encontrará o trabalho de artistas e coletivos brasileiros.
Em CORPO A CORPO: a disputa das imagens, da fotografia à transmissão ao vivo” você encontrará uma visão contemporânea em fotografia, cinema e vídeo sobre os conflitos e a cena política dos anos recentes no Brasil. Interessante, provocador, atual.

ims paulista
Detalhe da exposição Corpo a Corpo

 

Convido você a se sentar no banquinho e observar os nomes dos MCs que tem suas fotos expostas logo na entrada da galeria, junto com seus traços e personalidade expressas em apenas uma foto.
Algo que normalmente não é mostrado no mundo artístico cult, mas que faz parte da nossa realidade. Recomendo!

ims paulista
Fiquei um tempão olhando essas fotos

 

Mais um piso abaixo, na Galeria 1, é exibido o interessante filme “The Clock”, de Christian Marclay. Trata-se de uma vídeo instalação de 24 horas de duração que alterna imagens de cinema que sempre possuem uma referência ao horário e que sempre está sincronizado com o horário local.
Você pode ficar por lá quanto tempo desejar e se quiser assistir tudo, as 24 horas de exibição, também é possível, já que em algumas ocasiões, o IMS ficará aberto ininterruptamente de sábado para domingo, para que a obra seja projetada integralmente.

Descendo mais um pouco, você vai chegar à maravilhosa biblioteca de fotografia, com diversas imagens e títulos disponíveis para consulta.

ims paulista
A biblioteca de fotografias: meu espaço preferido no IMS Paulista

Além disso, neste mesmo andar há uma área para coworking, em que você pode levar o seu computador, sentar lá e trabalhar tranquilo desfrutando da estrutura do IMS.

ims paulista
Coworking do IMS

 

O espaço ainda conta com um cinema e atividades como shows, cursos, oficinas e palestras.

A entrada no Instituto e nas exposições é gratuita. Paga-se apenas o cinema e algumas atividades.

ims paulista

Você pode visitar o IMS sozinho ou em uma visita guiada, inclusive com crianças. Aos sábados, acontece o programa “Família em Foco” que aceita grupos familiares com crianças a partir de seis anos.

ims paulista

O IMS Paulista é um daqueles espaços que a gente fica feliz que exista em SP. Espaço de cultura, arte e educação gratuito e aberto à toda a população.
É um lugar para se visitar sem pressa, com calma, descobrindo cada cantinho e prestando atenção à cada detalhe das obras. Mas também é um lugar para uma passada rápida, para um café e um papo bom, para aquela pausa no meio da tarde abastecida de inspirações artísticas.

+ Bueno: um excelente izakaya na região da Avenida Paulista +

Enfim, é um lugar que você precisa visitar. Uma, duas, várias vezes. E toda vez que entrar uma exposição nova, você já tem uma desculpa para ir ao IMS novamente. Eu adorei!

IMS Paulista (https://ims.com.br/unidade/sao-paulo/)
Avenida Paulista, 2424, Consolação, SP – (11) 2842-9120. Metrô mais próximo: Consolação (200 m) ou Paulista (170 m).
Terça a domingo e feriados, das 10h às 20h; quintas, das 10h às 22h.
Entrada gratuita.

 

Um programão para turistar na própria cidade!
Quais são seus programas culturais preferidos em SP? Conte pra mim aqui embaixo, na caixa de comentários.

Leia mais posts do Magali Viajante sobre São Paulo:

+ Templo Zu Lai em São Paulo: 8 motivos para conhecer 
+ 10 motivos para conhecer a Represa de Guarapiranga com a Vivant SP
+ 10 passeios bem paulistanos para comemorar o aniversário de São Paulo
+ Bento Store: muito além da marmita
+ Série Segredos de SP: Mamusca
+ Ten Sushi: um excelente japonês na Vila Clementino
+ Os japoneses e a arte da fritura do Ajissai
+ La Peruana: de food truck a restaurante
+ KOF – King of the Fork: um café para os amantes de bicicleta

 

Reserve o seu hotel em São Paulo por esse link do Booking. Você não paga nada a mais pela reserva e o Magali Viajante ganha uma pequena comissão, o que nos ajuda a continuar trazendo informações de viagens para você!

Compre o seu seguro de viagem pela Seguros Promo. Usando o código MAGALIVIAJANTE05 você ganha 5% de desconto na sua reserva.

Tenha internet ilimitada em qualquer lugar do mundo com a Easy Sim 4U.

Gosta do Magali Viajante? Então não esquece de seguir a gente em todas as mídias sociais. Tem conteúdo exclusivo para o FacebookInstagram,Twitter e YouTube. Segue lá!

Submit a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *