Festa de inauguração do P.F. Chang's – Vem ver como foi!

A rede americana de comida chinesa P.F. Chang’s finalmente desembarcou no Brasil!
Fachada P.F. Chang's São Paulo Magali Viajante
Quem passa regularmente pela avenida Juscelino Kubitschek pode acompanhar a reforma e transformação do espaço. Um dos últimos acertos na decoração (e quem com certeza chamou a atenção de quem passa por lá), foram os dois cavalos gigantes de pedra bem cafonas na porta do restaurante. (Sou só eu ou alguém mais viu semelhanças com o extinto bingo Imperatriz 23, da 23 de maio??)

P.F. Chang's Magali Viajante Cavalos

Eu  nunca tinha ido ao P.F. Chang’s fora do Brasil, e quando recebi o convite para o coquetel de inauguração, esperava que fosse um lugar mais conservador, estilo família, coxinha ao melhor estilo casual dining. Mas eu estava super enganada. Ainda bem!

Ao chegar lá, fiquei surpresa com a beleza do projeto arquitetônico. Em dois andares, o ambiente é todo recortado e pouco simétrico, com linhas retas. Não entendo nada de arquitetura, mas achei bem mais sofisticado e bonito que a maioria das casas do mesmo estilo em São Paulo.
Logo na entrada, uma área de bar agradável, que acho que será usado como espera.

Bar P.F. Chang's Magali Viajante
Ainda no piso de baixo, uma área externa, muito agradável para noites de calor.

Área-externa-P.F.Chang's-Magali-Viajante

Subindo as escadas, fica a maior quantidade de mesas, uma das únicas coisas que fazem lembrar que a casa é um casual dining, pelos sofás e mesas próximas.

P.F. Chang's ambiente andar de cima Magali Viajante

O garçom logo me abordou para oferecer um drink da casa: saquê com suco de limão e gengibre – gostosinho sim, bem feminino, bom para começar a noite, mas nada de outro mundo. Depois outro passou com água, chopp, espumante, vinho, mais espumante. Logo vi que a equipe estava muito bem treinada, motivada e eficiente.

Drink de boas vindas!
Drink de boas vindas!

Aliás, esse é o principal ponto deste post: há tempos não via uma abertura de restaurante tão bem conduzida. É claro que fazer um evento fechado, com cardápio definido, é uma coisa; a prova de fogo será mesmo no dia da abertura, 13 de agosto.
Mas algumas coisas me mostram que o restaurante está no caminho certo e que se preocupa realmente com a qualidade dos serviços prestados. Para liderar a equipe de serviço e atendimento, o P.F. Chang’s foi atrás de gente boa, conceituada e com experiência no mercado: Valter Maia e Rodrigo Carvalho, que fizeram escola no Hilton de SP, estão à frente da equipe. Pouca gente sabe que no início da minha carreira, aprendi muito de que sei sobre serviço com estes caras e outros, lá no Hilton. É coisa boa e competente o que vem por aí, garanto!
Toda a equipe de garçons estava bem treinada e tinham o ingrediente principal para o sucesso de uma operação como essa: vontade! Às vezes erravam o nome de um prato, se embolavam na explicação dos ingredientes, mas estavam lá, firmes e fortes, sem deixar faltar comida, deixando o cliente feliz.

A atmosfera bacana da festa foi coroada pela ótima DJ Miss Ma, que embalou a festa com pop e indie, animando a casa a noite inteira. Playlist daquelas que você sente que foi criada para você, com Justin Timberlake, Foster the People, MGMT, Empire of the Sun, Flight Facilities, Alt-J, a playlist do sonho mesmo. Tomara, tomara mesmo, que o P.F. Chang’s continue com música boa em seus dias de funcionamento normal. Oremos!

Miss Ma arrasando na pixxxxxta!
Miss Ma arrasando na pixxxxxta!

A comida, um dos pontos mais esperados da noite, pelo menos por mim (outras pessoas estavam mais interessadas em ver o Chay Suede, não as culpo!), não decepcionou. A equipe preferiu servir poucos pratos bem-feitos, ao invés de servir todos e se embananar. Sábia escolha!
O que teve:
– Ahi tartar with avocado: uma massinha crocante, com tartar de atum, abacate, com molhinho à base de shoyu. Eu colocaria um molho mais ácido/ apimentado, mas tenho certeza que este prato será um dos best sellers da casa

Ahi tartar P.F.Chang's Magali Viajante
– Dynamite shrimp: camarão grandinho empanado e frito, com um molho beeeeeeeem picante para os padrões paulistas. Amei!

Dynamite Shrimp P.F.Chang's Magali Viajante
– Crispie Honey Chicken: frango empanado e frito, com um molho agridoce chinês. Também vai agradar bastante o público

Crispie Honey Chicken P.F.Chang's Magali Viajante
– Mongolian Beef: talvez o mais comum e de sabor mais familiar de todos, são tiras de carne com cebolinha. Bom, bom.

Mongolian Beef P.F.Chang's Magali Viajante
– Spring Roll de vegetais: o clássico!

Spring Rolls P.F.Chang's São Paulo Magali Viajante
– Cream Cheese Wonton: um dumpling recheado de cream cheese. Esse foi o único que não gostei, na verdade estava bem sem graça.

O menu, que tem preços parecidos com os do Outback, promete agradar muito. Eu aposto que a molecada jovem, até uns 25 anos, vai lotar a casa! Também terá um menu executivo de almoço que varia entre R$ 40 e R$ 45, com entrada, prato e sobremesa.

Achei o menu bem feio, destoa do resto do restaurante!
Achei o menu bem feio, destoa do resto do restaurante!

A casa propõe o compartilhamento, ou seja, vários pequenos pratos para dividir na mesa.
Notícia boa para os saudáveis e com restrições alimentares: a casa tem vários itens sem glúten.

Para finalizar a noite, um gift simples, mas bem bonitinho: um saquinho com dois sachês de chá chinês…

Gift P.F.Chang's São Paulo Magali Viajante

O evento foi um dos mais bacanas que fui recentemente. Ficou claro que o P.F. Chang’s veio com a missão de estabelecer um novo padrão de atendimento, ambiente e experiência no mercado de casual dining no Brasil, que anda tão sem graça.
Eu torço, de coração, para que a casa consiga manter o nível da abertura no dia a dia da operação. Se assim fizer, tem tudo para ser um sucesso!

Abertura oficial está prometida para dia 13/08. A primeira semana deve estar lotada, e os problemas tendem a aparecer… Mas dê um tempinho e vá. Vou adorar saber se vocês tiveram a mesma boa experiência que tive.

P.F.Chang's São Paulo Magali Viajante

P.F. Chang’s (http://pfchangs.com.br/)
Av. Pres. Juscelino Kubitscheck, 627 – Vila Nova Conceição – (11) 3044-0571
Segunda à quinta, das 12h à 0h; sexta e sábado, das 12h à 1h; domingo, das 12h às 23h.
Espere gastar entre R$ 70 e R$ 85 por pessoa.

P.S: No final, o Chay Suede apareceu. Logo depois que eu fui embora e não consegui encontrar com o Mini Comendador. Saco isso!

Magali Viajante

Submit a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *