Coq au Riesling: Um Clássico da Alsácia

Nesta nossa busca por receitas francesas, já passamos por uma sobremesa, pela Borgonha e agora chegamos à Alsácia, região ao norte da França que tem forte influência alemã.

Durante essas semanas de receitas francesas, perguntei para vocês o que queriam ver aqui no Magali para aprender a fazer. Uma das sugestões foi o Coq au Vin, receita tradicionalíssima de galinha com vinho tinto.
Porém, como já fizemos uma receita com vinho tinto na semana passada, resolvi mudar um pouquinho o pedido da leitora e trazer uma versão diferente de Coq au Vin: é galinha, é com vinho, mas desta vez, com vinho branco. É o Coq au Riesling.

+ Aprenda a fazer a receita da semana passada, o Boeuf Bourguignon +

A Alsácia é uma região famosa por seus excelentes vinhos brancos, especialmente os feitos com as uvas Riesling, Pinot Blanc e Gewürztraminer. E é exatamente com um Riesling que faremos essa receita de hoje.

O Coq au Riesling segue o mesmo estilo de receita do Boeuf Bourguignon e de um Coq au Vin tradicional, a diferença é que ele é um pouco mais fresco, perfeito para o tempo de agora, que está esquentando.

Querida leitora, espero que você não se importe com essa pequena mudança. Tenho certeza que vai amar essa receita.

Coq au Riesling
(Dá pra quatro pessoas)
coq au riesling
Ingredientes:
– 1 galinha caipira pequena, de 1,5kg aproximadamente
– 1 garrafa de vinho branco da uva Riesling (se você não encontrar, pode substituir por outro vinho branco seco, mas a Riesling dá muita personalidade a este prato)
– 1/2 cebola
– 1/2 cenoura
– 1 dente de alho
– 100g de bacon
– 75g de cogumelos Paris
– 90g de cebola pérola
– 2 fatias de pão de forma
– 130g de manteiga
– Salsinha
– Óleo vegetal de sua preferência
– 25g de farinha de trigo
– 500 mL de fundo de frango (preferencialmente caseiro)
– Pimenta da Jamaica
– 1 cravo da Índia
– 1 folha de louro
– Tomilho
– Sal
– Pimenta do reino a gosto

+ Veja o que comer em Paris sem deixar as calças +

Modo de Preparo:

Corte a galinha caipira em pedaços grandes, separando as coxas, asas e peito. Para essa receita, não fica bom usar frango. É necessário usar a galinha, que tem a carne mais dura e aguenta longa cocção.
Corte a cebola comum em cubos grandes, a cenoura em rodelas grossas e pique o alho. Em um bowl grande, coloque a galinha, a cebola comum, a cenoura, o alho, a pimenta da Jamaica, a pimenta do reino recém moída, o cravo, talos de salsinha, tomilho e a folha de louro. Cubra tudo com o Riesling e deixe marinando, dentro da geladeira, de um dia para o outro. Caso você não tenha tanto tempo disponível, pode deixar a marinada por menos tempo, mas quanto mais tempo deixar a galinha marinando, mais sabor terá.

No dia seguinte, tire os pedaços da galinha da marinada, seque bem, tempere com sal e leve a uma panela bem quente, com um fio de óleo para dourar. Depois que todos os pedaços estiverem bem dourados, retire-os da panela e refogue os legumes da marinada. Retire-os da panela, coloque 40g de manteiga e a farinha de trigo e misture bem até a farinha começar a dourar. Coloque de volta os pedaços da galinha e os legumes e coloque o vinho da marinada por cima. Cozinhe lentamente por cerca de duas horas, ou até a galinha estar macia e o molho grossinho.
Aqui, como no Boeuf Bourguignon, não adianta cozinhar em fogo alto. É necessário que tudo cozinhe lentamente, para apurar o sabor.

Enquanto a galinha cozinha, corte o bacon em cubos grandes, descasque as cebolas pérola, deixando-as inteiras, limpe os cogumelos com um papel toalha ou escovinha (sem lavar pra não ficar com a textura esquisita e corte-os ao meio.
Leve o bacon ao fogo em uma frigideira separada, até ele ficar bem dourado.
Retire o bacon, e adicione 10g de manteiga à gordura do bacon. Coloque então a cebola pérola e deixe-a até caramelizar e obter uma cor bem bonita. Retire-as.
Por último, doure os cogumelos até ficarem dourados. Reserve tudo junto.

Corte o pão de forma em cubos médios para fazer croûtons. Em uma frigideira, derreta 75g de manteiga e coloque aí os cubos de pão, mexendo sempre até ficarem dourados e crocantes. Reserve.

Quando a galinha estiver cozida e macia, coloque na panela o bacon, a cebola pérola e os cogumelos. Prove o tempero e se necessário, ajuste o sal.
Caso o molho tenha ficado muito grosso, adicione um pouco de fundo de frango ou de vinho branco.

Sirva com os croûtons e salsinha picada por cima!

O Coq au Riesling é um prato tão rico que não precisa de nenhum acompanhamento. Mas se você quiser, pode servi-lo com batatas, arroz ou com a massa de sua preferência. Eu gosto assim, puro, acompanhado apenas de uma boa taça de vinho!

Falando nisso, uma harmonização perfeita para o Coq au Riesling é o próprio Riesling. Você pode utilizar um vinho mais simples para cozinhar e outro um pouco melhor para harmonizar com o prato.
Se você nunca tomou Riesling, com certeza será uma boa primeira experiência com o vinho!

+ Motivos para estudar no Institut Paul Bocuse, a melhor escola de culinária do mundo +

Agora é só se deliciar!

coq au riesling recette alsacienne
Mais uma foto pra vocês ficarem com vontade!

Deixe aqui nos comentários qual receita você gostaria de ver aqui no blog.

Quando fizer essa receita, tire umas fotos e marque a hashtag #MagaliViajante. Você pode aparecer no Instagram do Magali!

Gosta do Magali Viajante? Então não esquece de seguir a gente em todas as mídias sociais. Tem conteúdo exclusivo para o Facebook, Instagram,Twitter,YouTube e até Snapchat. Segue lá!

 

0 comments

Submit a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *