Como é o Almoço do Imai Izakaya, na Saúde

A moda dos izakayas pegou forte por aqui, mas já está passando, para dar lugar a uma nova onda do imperador: a das casas de lámen.

Mesmo que os izakayas daqui sejam bem diferentes dos que tem no Japão, dá pra encontrar algumas boas opções do “boteco japonês”. Uma delas é o Bueno, que eu já falei em outro post aqui.

+ Conheça o Bueno, um dos meus lugares preferidos de SP +

Mas tem um izakaya que existe há muito tempo em SP, não se aproveitou das modinhas e se manteve em um lugar bem longe do eixo gastronômico da cidade, perto dos japas mais tradicionais: o Imai Izakaya, no Jardim da Saúde.

E por mais que o normal seja visitar um izakaya à noite, para beber, petiscar e falar besteira, o Imai também serve almoço aos finais de semana para atender aos muitos japoneses da região que querem almoçar em algum lugar gostoso perto de casa (coisa difícil de achar por aquelas bandas).

Eu, como me enquadro um pouco nesta condição de família japonesa no Jardim da Saúde, aproveitei um domingo e fui conhecer a comida do Imai, pra ver se valia a pena retornar lá à noite.

+ Veja como é a cena gastronômica de Kobe, no Japão +

O ambiente é bem simples, com cara de restaurante japonês de bairro, com aquela impressão de que todos são iguais e de que ali é, na verdade, a casa de um dos proprietários.

imai cursino
Ambiente do Imai Izakaya

O Imai fica em uma casa em uma esquina do bairro, e como tem pouca identificação que ali funciona um restaurante e izakaya, é bem fácil passar reto.

imai izakaya
A fachada discreta do Imai Izakaya

O atendimento é simples, porém simpático e eficiente. Cumpre o que é esperado do espaço.

No almoço, o menu conta com pratos tradicionais japoneses, servidos com vários acompanhamentos.
O cardápio é bem extenso e tem opções para todos os gostos, desde lámen até domburis, karês e yakisoba, para quem gosta.

imai facebook
Cardápio de almoço do Imai

Nós pedimos um Katsu Domburi – Lombo empanado sobre arroz com cebola, cebolinha e ovo com molho levemente adocicado (R$ 28) e um Teishoku Especial – Anchova grelhada, arroz, missoshiro, 3 acompanhamentos do dia, croquete de carne e sashimi (R$ 55).

imai izakaya preço
Nossos pedidos


+ Prove o Katsudon do Ajissai, uma coisa de outro mundo +

Os pratos chegam em bandejas, para acomodarem todos os acompanhamentos e são muito bem servidos.
O meu Katsu Domburi, por exemplo, veio acompanhado de missoshiro, uma saladinha, que no dia era de repolho e um tsukemono de brócolis, a conserva do dia.
Satisfaz bem uma pessoa que come muito igual eu.

Tudo estava fresco, bem feito e saboroso, apesar de não ter nenhum sabor memorável, que me faça sentir água na boca agora.
Katsudon é um dos meus pratos japoneses favoritos. O do Imai estava bom, com fritura sequinha, carne macia, arroz de qualidade e cozido no ponto certo. A única coisa que podia ser diferente era o molho, que tradicionalmente é adocicado, mas o daqui não tinha muito gosto, como se não tivesse apurado o sabor.

imai izakaya horário
Katsudon do Imai

Já o prato do Thiago, o Teishoku Especial, dava facilmente para duas batchanzinhas japonesas, ou duas pessoas com apetite moderado. Era muita comida para uma pessoa.
O sashimi estava fresco e bem cortado, a anchova grelhada estava bem suculenta e tudo estava saboroso, apenas o croquete estava um pouco oleoso.

imai restaurante
O Teishoku Especial – só falta o sashimi, que veio depois

Achamos o preço cobrado bem justo para o que foi servido. Comemos bem, mas não excepcionalmente bem. É algo honesto, justo e saboroso. Muito melhor do que as opções que você encontra na região.

imai izakaya
Deta

Dei uma olhada no cardápio da noite, quando o Imai vira realmente um izakaya e mesmo não tendo morrido de amores pelo almoço deles, fiquei com vontade de provar.
O que me pareceu é que a verdadeira vocação da casa é ser um izakaya e o almoço foi apenas uma oportunidade que surgiu no caminho.
Ainda não tive a chance de voltar, mas farei isso em breve e contarei pra vocês aqui no blog.

+ Veja 59 programas para esta semana em SP +

Enfim, não acho que valha a pena se deslocar até o Jardim da Saúde para almoçar no Imai, mas se você tiver na região e não quiser sair de lá, vale a pena. Você vai comer bem, a comida estará gostosa, ele só não se tornará o seu restaurante favorito!

imai cursino
Sashimi do Teishoku Especial

Em tempo, dizem que o omakase, o menu degustação da casa, é muito bom. Voltarei lá para provar!

Imai Izakaya (https://www.facebook.com/ImaiIzakaya/)
Rua Hipócrates, 139 – Jardim da Saúde – SP – (11) 5077-1629 – Metrô mais próximo: Alto do Ipiranga (2,2km)
Terça a sexta, das 18h30 às 22h30; sábados, das 11h30 às 15h e 18h30 às 22h30 e domingos, das 11h30 às 15h.
Gastamos cerca de R$ 100, com os dois pratos, uma cerveja de garrafa e o serviço.

Gosta do Magali Viajante? Então não esquece de seguir a gente em todas as mídias sociais. Tem conteúdo exclusivo para o Facebook, Instagram,Twitter,YouTube e até Snapchat. Segue lá!

5 comments

  • Eu que moro no bairro gosto muuuito de comer lá! Bem melhores do que muitos japoneses que tem por aí mas tbém já peguei dias em que o tonkatsu estava fino demais! Mas em geral vale à pena! Um restaurante que mantém um padrão de sabor é o Yakitori em Moema. Pelo preço, sabor, rapidez , atendimento e variedade no cardápio.

    • Oi Eli,

      Eu também acho o Imai uma boa opção para a região, só não acho um restaurante inesquecível, para sair de um bairro longe e ir até aí.

      Gosto bastante do Yakitori também, acho uma excelente opção de almoço.

      Beijos e obrigada pelo comentário!

  • Magali, eu vivo jantando lá e almoçando de vez em quando. Não deixe de provar o omakasse, converse com o chef Ronaldo, peça um “capricho” no cardápio. A costelinha de porco (que fica 4 horas cozinhando e depois é grelhada e regada com molho tarê) é indescritível, a carne desgruda facilmente do osso, dá pra comer de hashi. Outros destaques que eu recomento: o ceviche de salmão, o guiozá da casa, e o sushi de salmão com trufas, o melhor! Para sobremesa eles possuem duas opções: o choux cream e o daifuku (na duvida, prove os dois, você vai amar!). #ficaadica.
    Obrigado por dividir suas experiencias, não conhecia o seu blog, mas achei muito bacana.
    Abs.

    • Olá Rogério,

      Muito obrigada pela visita e pelo comentário.

      Preciso mesmo voltar ao Imai uma noite para conhecer o omakase. Obrigada pelas dicas do que comer, certamente lembrarei delas quando estiver por lá. Deu até água na boca.

      Agora que você já conhece o blog, quero vê-lo sempre por aqui, combinado?

      Um abraço!

Comments are closed.