Canjiquinha Cremosa Com Queijo Sem Desperdício | Magali Cozinha

Tenho uma história interessante para contar sobre essa receita de canjiquinha cremosa.

+ Já comeu bolo de banana com casca? Aqui tem uma receita deliciosa +

Vários anos atrás, eu comi em Belo Horizonte um dos melhores pratos da minha vida: o Mineirinho Valente do Casa Cheia, um prato de canjiquinha com queijo, lombo defumado, costelinha desossada ao vinho, linguiça caseira e espinafre,  arroz com brócolis e batata frita. Voltei apaixonada e falando dessa canjiquinha pra quem quisesse ouvir.

+ Dicas de onde comer em Belo Horizonte +

Passarem-se alguns anos e o Thiago foi para Minas Gerais a trabalho. Entre uma reunião e outra, ele deu um pulo no mercado para comprar a tal da canjiquinha para fazermos em casa.

O pacote de canjiquinha ficou aqui e eu não me arrisquei a preparar. Fiquei com medo de estragar o negócio e a lembrança afetiva que tínhamos do prato. Até o dia de hoje.

A ideia era fazer uma canjiquinha cremosa com queijo. Fui atrás de algumas receitas e técnicas, separei os ingredientes e fui cozinhar. Já que fazer pouca comida é bobagem, resolvi fazer logo o pacote inteiro de canjiquinha.

E eu nunca tinha feito canjiquinha na vida. O que eu conheço de mais parecido é o que se chama no sudeste de canjica, mas que no nordeste, de onde a minha família vem, é conhecido como mungunzá.

Meti a danada na canjiquinha na panela de pressão, preparei os temperos e mandei ver. Quando abri a panela, eu tinha algo parecido com milho cozido e não com canjiquinha.
Aí fui pegar o pacote da suposta canjiquinha, onde estava escrito canjica! Ou seja, o milho pra fazer canjica doce e não a canjiquinha, o milho quebrado.

Mesmo assim, terminei de preparar, provei e gostei do que comi. Aí fiquei em uma dúvida danada pra saber se colocava a tal da receita no blog ou não.

Contei pro Thiago, que riu muito e ficou chamando o prato de canjicão. Conversamos se valia a pena colocar a receita no blog ou não e decidimos sim, publicá-la. E sabe por que?

Porque cozinha não é ciência exata, porque blogueira de comida e cozinheira formada também erra, porque o importante é ter jogo de cintura e saber transformar algo que a primeira vista não deu tão certo em algo delicioso, e principalmente porque esse blog é contra o desperdício.

O nosso canjicão ficou delicioso e decidimos usar essa experiência pra mostrar que dá pra fazer uma canjiquINHA ou canjicÃO com qualquer um dos dois ingredientes que você tiver em casa e ficar muito feliz com o resultado!

+ Veja todas as receitas da Magali aqui +

Canjiquinha cremosa com queijo

canjiquinha cremosa

(Rende quatro porções)

Ingredientes:

  • 1 ½ xícara (chá) de canjiquinha ou canjica
  • 1,5 litro de água
  • 1 dente de alho
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 colher (chá) de sal
  • ½ xícara (chá) de queijo canastra fresco ralado fino (eu usei uma mistura de canastra fresco, canastra defumado e parmesão, mas você pode usar outro queijo, como o meia cura)
  • ½ colher (sopa) de manteiga

Modo de preparo:

Pique o alho finamente. Refogue-o no azeite em uma panela de pressão. Adicione então a canjiquinha, a água e o sal e deixe cozinhar em fogo médio por 25 minutos após pegar pressão.

Quando estiver cozido, abra a panela e descarte um pouco da água do cozimento. Deixe água suficiente apenas para cobrir a canjiquinha. Adicione então a manteiga gelada, o queijo e misture bem, até ficar bem cremoso. Corrija o sal, se necessário e sirva a seguir, quentinho.

Esse prato é um delicioso acompanhamento e você pode servi-lo com legumes refogados (eu fiz uma mistura deliciosa de cebola, alho poró, cenoura, pimentão e abobrinha) para um prato vegetariano ou servi-lo com uma carne cozida ou frango ensopado. De ambos os jeitos fica uma delícia!

Se você não consumir tudo, pode guardar na geladeira, mas na hora de esquentar, prefira esquentar no fogão, adicionando um pouco de água e de manteiga, para manter a cremosidade!

 

Viu só? Aquela máxima de nada se cria, tudo se transforma virou realidade aqui em casa hoje. Não joguei nada fora e fiz um acompanhamento delicioso que vai me servir de jantar de hoje e almoço de amanhã!
E ainda por cima consegui mais textura com essa canjica do que com a canjiquinha. Adorei!

Essa receita foi inspirada na original do Panelinha, porém fiz minhas alterações e testei-a antes de postá-la aqui.

Você já viveu algo parecido, de transformar um prato que não deu tão certo em um sucesso? Conte pra mim como foi.

Que receita você quer ver por aqui? Deixe seu pedido na caixa de comentários.

Quando fizer essa receita, tire umas fotos e marque a hashtag #MagaliViajante. Você pode aparecer no Instagram do Magali!

Reserve o seu hotel por esse link do Booking. Você não paga nada a mais pela reserva e o Magali Viajante ganha uma pequena comissão, o que nos ajuda a continuar trazendo informações de viagens para você!

Compre o seu seguro de viagem pela Seguros Promo. Usando o código MAGALIVIAJANTE05 você ganha 5% de desconto na sua reserva.

Tenha internet ilimitada em qualquer lugar do mundo com a Easy Sim 4U.

Gosta do Magali Viajante? Então não esquece de seguir a gente em todas as mídias sociais. Tem conteúdo exclusivo para o FacebookInstagram,Twitter,YouTube e até Snapchat. Segue lá!