Bien Gastronomia Funcional: para os meus queridos amigos saudáveis!

(Post atualizado em junho de 2015)

Finalmente acabou a Copa do Mundo e a Magali voltou à vida! Sim, vendi minha alma durante a Copa para ganhar uns trocados extras (quem nunca?), afinal, preciso pagar a conta deste monte de restaurante…

Brincadeiras à parte, a Copa do Mundo foi um período de muito trabalho para a Magali, o que refletiu no abandono (ainda que parcial) do blog!

Mas a Copa acabou e o blog está de volta! Com novas ideias, novos posts e um montão de coisas para contar para vocês!

Lembra dos almoços de sexta? Não? Então dá uma olhadinha nos posts passados do blog que você vai entender… Eu não esqueci deles, e na verdade, sonhava com eles todas as sextas através da janela do escritório…. Pois eles voltaram, começando nesta última sexta!

Como eu sempre trago coisas gordas gostosas aqui no blog, e deve ter um monte de gente precisando perder umas gordurinhas, pensei em fazer um post para vocês, amantes da dieta, do corpo sarado e dos alimentos saudáveis! Ai que chato! Fui então almoçar no Bien! Gastronomia Funcional, ali no Itaim.

Captura de Tela 2014-07-23 às 23.24.27

Este restaurante sempre me chamava atenção todas as vezes que eu passava na frente, achava o ambiente moderninho e cool, mas a visita sempre ficava para outro dia. Aproveitei a sexta e fui!

Logo na porta, eles tem uma lousa com o menu executivo do dia, por R$ 39, com entrada, prato e sobremesa. Fiquei pensando se testava o executivo, ou se me aventurava pelo menu.

Captura de Tela 2014-07-23 às 23.25.17

O ambiente do restaurante é super moderno, com lâmpadas suspensas, muita madeira clara e uns toques industriais, como uns canos aparecendo. Eu adorei e me senti super acolhida. Outra coisa que me acolheu bastante foi o atendimento, muito profissional, educado e amigo! Nota 10 para todos os garçons. O proprietário, que estava lá durante o almoço, também foi muito gentil, me abordando para saber se a temperatura estava adequada, se eu gostaria de aumentar a temperatura do ar condicionado ou mudar para uma mesa mais reservada. Parece coisa simples, gente, mas que faz toda a diferença… Sinais de que a experiência ia ser boa!

Olha o meu suco vindo ali, gente!
Olha o meu suco vindo ali, gente!

Fiquei um pouco assustada com os preços (pratos por R$ 45, em média) e decidi ir no executivo mesmo.

Captura de Tela 2014-07-23 às 23.28.38 Captura de Tela 2014-07-23 às 23.28.48

 

Escolhi um suco de chá verde com amoras, para começar. O suco chegou incrivelmente rápido, em uns dois minutos, o que já me acendeu uma luz de alerta… quando provei, a minha suspeita aumentou. Estava muito doce e com um gosto artificial de chá verde. Chamei o garçom e perguntei como o suco era feito, e a minha suspeita se confirmou: era chá verde pronto, de latinha, misturado com amora… Confesso que fiquei bem decepcionada: como um restaurante de gastronomia funcional oferece um “suco natural”, de chá verde de latinha… é só perguntar para qualquer nutri para saber a quantidade de sódio e outras coisinhas não naturais que tem em uma latinha dessas… sem pensar que é ainda mais fácil e até barato de fazer este suco com chá verde natural…

Não, né?
Não, né?

Mas, como já fui acusada em um post antes, de estragar toda a experiência de um restaurante por um descuido inicial ou por meu estado de espírito do dia, decidi que ia continuar como se nada tivesse acontecido.

Como entrada, eles oferecem duas opções: a salada Bien e uma sopa do dia. Estava bem friozinho e uma sopa podia ser uma boa, mas como era canja, e eu não estava doente, resolvi ir na saladinha.
De principal, mais duas opções: Truta com arroz integral com palmito, alcaparras e espinafre ou Filé de frango com ervas, purê de mandioquinha e arroz vermelho. Estava a fim de peixe e fui na primeira opção.
Outras duas opções de sobremesa: salada de frutas, ou abacaxi. Fiquei com a primeira.

Chegou a saladinha, que apesar de simples (alface e castanhas variadas) estava fresquinha e gostosa. Você pode escolher o molho, e eu fui de limão, gengibre e geleia de pimenta. Adorei!

Captura de Tela 2014-07-23 às 23.29.26

O prato chegou logo em seguida, em uma porção de tamanho adequado, mas a montagem não era muito elaborada. Era apenas o filé de peixe de um lado, e uma pequena montanha de arroz do outro, sem nenhuma decoração. Você há de concordar comigo que comemos primeiro com os olhos, não?
Mas comecei a comer, e estava gostoso. Simples, mas gostoso. O peixe ganhou muitos pontos comigo, pois estava molhadinho (ai, é tão comum comer peixe seco nos restaurantes…) e com um tempero gostoso. O arroz estava tão gostoso quanto pode ser um arroz integral, apenas com a ressalva que poderiam ter tirado um pouquinho mais do sal das alcaparras, que deixava o prato meio desequilibrado… Mas gostei sim, simples, leve e gostosinho.

Tá meio feinho, mas tá bom!
Tá meio feinho, mas tá bom!

Terminei tudo e chegou a salada de frutas… Achei a porção meio pequena, meio pobrezinha, e o melão foi cortado muito perto da casca, o que deixa uma parte meio dura para comer… Mas fruta fresca é fruta fresca né? Sempre gostoso, mesmo que sem novidades.

Ai pobrecita!
Ai pobrecita!

Como o nome deste blog é Magali e não Magrali, e tenho por princípio sempre provar o cardápio completo para o blog, pedi mais uma sobremesa – Cheesecake com calda de frutas vermelhas, uma das minha sobremesas preferidas e tão difícil de achar um que seja gostoso de verdade.
Quando chegou, confesso que achei a apresentação meio bruta, pouco delicada. Era um cheesecake meio desconstruído, com a farofa de bolacha em um canto, o creme do cheesecake no meio, e a calda em volta do prato. Achei diferente que o cheesecake não era branco, e sim meio bege, marrom. Questionei o garçom e ele disse que era feito com açúcar mascavo… O cheesecake era diferente, mas estava beeeem gostoso, mas a calda estava quase intragável de tão doce! Comi todo o creme, e deixei a calda e o biscoito, não achei que valiam o crime!

Captura de Tela 2014-07-23 às 23.29.55

No final, o garçom me disse que o café era cortesia da casa naquele dia, e provei um cafezinho bem gostoso, que parecia ser de coador, e que caiu super bem com o cheesecake. Aliás, nem precisei adoçar o café, de tão doce que estava a sobremesa.
Se tive uma experiência agradável? Sim, sem dúvidas! Mas nada que me deixasse louca, fãzoca do lugar. Vale a pena ir se está a fim de comer uma comida mais saudável, e gastar bem para isso!
Comi bem, saí de lá satisfeita sem me sentir estufada e tive uma boa experiência de atendimento.
Mesmo assim, ficam algumas dicas do que eu faria diferente, como consumidora:
– Primeiro, o suco! Na minha opinião, o chá verde deveria ser natural. Ou ao menos deveriam ter me informado que era de lata (eu teria desistido dele com certeza…)
– Apresentação poderia ter mais esmero…
– Tomaria mais cuidado com sal e açúcar – fiz dieta saudável por muito tempo não mais e digo que para quem espera comer algo saudável e leve, os níveis de sal e açúcar foram, em alguns momentos, agressivos demais para o meu paladar… #ficaadica

No final, fui ao banheiro e vi uma coisa tão bizarra, que não tem nada a ver com comida, que tenho que compartilhar com vocês… um quadro na porta do banheiro, com a imagem abaixo, me deixou meio atônita… não que eu tenha me sentido ofendida ou que não tenha dado risada do mesmo, simplesmente não entendi a unidade daquele quadro naquele ambiente. Ainda fiquei racionalizando mil explicações e a relação entre comida saudável e funcional e o sexo dos elefantes, mas no final, não cheguei em nada que não soasse absurdo ou engraçado demais. Nada a ver com o blog ou com gastronomia, mas precisava falar disso com vocês! Hahahaa…

Ai que verguenza!
Ai que verguenza!

Enfim, não sei se voltarei, a não ser com as minhas amigas que amam comida saudável e preferem empanadas de massa integral, mas se der vá! Definitivamente, é uma opção para comer mais saudável sem ser a famigerada saladinha!

O que mais gostei de lá: Do atendimento dos garçons e cuidado do dono.
O que não gostei muito: Definitivamente, do suco de chá verde e os preços.
Dica que vale ouro: Restaurante que tem mais cara de segunda, do que de sexta.

Bien! Gastronomia Funcional (http://www.restaurantebien.com.br/) – O restaurante fechou.
Rua Pedroso Alvarenga, 937 – Itaim – (11) 3071-1761
Segunda à sexta, das 12h às 15h; sábados, das 12h30 às 17h; domingos e feriados, das 12h30 às 16h.
A minha conta no final deu bem salgada: R$ 63,00, pelo menu executivo + um suco + uma sobremesa… Não cabe no meu bolso de dia de semana!

2 comments

  • Adoro ler seu blog, senti falta dele durante esse tempo de ausencia, haha, mas eu tambem estava aproveitando a Copa para conseguir meus trocados, entendo a correria,kkk.
    O unico problema eh que aqui do outro lado do mundo nao posso saborear nenhuma das suas dicas. Fica so na vontade, babando! Snif, snif…

    • Que bom que você está gostando!
      Quem sabe a Magali não faz um especial na terra do Sol nascente um dia desses!?
      Beijos.

Comments are closed.