8 Pontos Turísticos de Buenos Aires que Você não Pode Deixar de Conhecer

Apesar de Buenos Aires estar muito cara (e que lugar do mundo que não está, não é mesmo?), a cidade continua sendo uma das queridinhas dos brasileiros.
Isso deve se intensificar com a alta do dólar, afinal, tá difícil de viajar pra Miami, né, benhê?

Mural de Tango em Buenos Aires - Pontos turísticos
+ Se você ainda tem coragem financeira de ir pra Miami, veja umas dicas do que fazer em 48 horas por lá +

Mas além da comida boa e do vinho que ainda vale a pena comprar, Buenos Aires tem muita coisa legal pra se fazer.
Conteúdo sobre a cidade tem aos montes na internet e com certeza será fácil você montar um roteirinho de coisas a se fazer. Mas se você tiver poucos dias e não quiser desperdiçar o tempo, inclui esses oito pontos turísticos na sua viagem e você verá bastante coisa legal de Buenos Aires.

Vocês verão que esse post tem nove tópicos, apesar do título falar apenas de oito lugares. É que o último não é o ponto turístico mais legal da cidade, mas eu não podia deixar de incluir na lista.

1. Floralis Generica

Floralis Generica - Ponto turístico em Buenos Aires
A Floralis aberta

A imensa flor metálica que é um dos símbolos de Buenos Aires finalmente voltou a funcionar. Como monumento, ela é linda mesmo inerte, mas parte da graça da Floralis é que ela “imita” uma flor de verdade, abrindo pela manhã e fechando à noite.
Ela ficou um bom tempo quebrada, sem funcionar, mas finalmente este ano voltou a abrir e fechar.

Mesmo que você não consiga ir pela manhã, quando ela abre, ou na hora que fecha, à noite, é bem legal ir visitar a Floralis. É um monumento muito bonito, que dá excelentes fotos e fica em um parque muito agradável para apenas ficar apreciando a paisagem, ou ficar namorandinho no frio…

Avenida Presidente Figueiroa Alcorta, 2263 – Recoleta – +54 11 4312-2232 – Metrô mais próximo: Agüero (1,8km)

2. Puerto Madero

Puente de la Mujer - Ponto Turístico em Buenos Aires
Puente de la Mujer


Uma das áreas de Buenos Aires preferidas pelos brazucas é sem dúvida, Puerto Madero. Dito isso, tire todos os seus preconceitos de que a área é cafona, só pra turista ver e sem atrativos.
Apesar da quantidade de turistas e de alguns restaurantes bem ruins, o passeio pelo Puerto é muito gostoso.
A área era completamente degradada e recebeu um projeto massivo de revitalização que deu certo. Hoje, a região de Puerto Madero é um dos bairros mais nobres de Buenos Aires, com muitas empresas internacionais e hotéis de Luxo.

Eu acho uma delícia caminhar à noite de uma ponta a outra do Puerto, atravessando a Puente de las Mujeres e terminar com um jantar delicioso no Estilo Campo.

+ 4 parrilas para comer bem em Buenos Aires + 

Vá sem pressa, sem compromisso e sem esperar fazer muita coisa. É mais pra flanar pela cidade mesmo. E tem coisa melhor quando a gente viaja?

O Puerto Madero fica na Rosario Vera Peñaloza com a Avenida Alicia Moreau de Justo.
Metrô mais próximo: Independencia (1,7km).

3. Livraria El Ateneo Gran Esplendid

Livraria El Ateneo - Ponto Turístico em Buenos Aires
Sim, isso é uma livraria!


Eu amo visitar livrarias. Sejam as mais comuns, as históricas, é um passeio que eu sempre gosto de fazer. E a gente tem uma sorte imensa que a América Latina tem uma riquíssima tradicão em literatura e que muitas livrarias que fazem parte da história são mantidas até hoje.

+ Conheça a Más Puro Verso, livraria incrível de Montevidéu + 

E em Buenos Aires tem uma que faz os amantes da leitura e de história suspirarem fundo, a El Ateneo.

A livraria, que antes era um teatro, existe desde 1912 e mesmo que você não vá comprar nenhum livro, vale a pena visitar. O prédio é belíssimo, pois toda a estrutura do antigo teatro foi mantida. Assim, ainda é possível ver onde ficavam os camarotes, os melhores assentos e até o palco. A cúpula da El Ateneo é uma verdadeira obra de arte, com pinturas lindíssimas.
Dá pra ir lá, tomar um café (que hoje fica onde era o antigo palco) e ficar apreciando a belíssima arquitetura.

Para os amantes da literatura, a seleção de títulos da livraria faz jus à imponência do prédio. Além de títulos contemporâneos e modernos, a El Ateneo abriga livros consagrados e famosos clássicos latino americanos. Um programão!

Avenida Sta Fé, 1860 – (+54) 4813-6052 – Metrô mais próximo: Callao (550m)
Funciona de segunda a quinta, das 9h às 22h; sexta e sábado, das 9h a 0h e domingo das 12h às 22h.

4. Mercado de San Telmo

Mercado de San Telmo - Ponto turístico em Buenos Aires
O tiozinho tá literalmente “enchendo linguiça”


Pra quem gosta de gastronomia, mas curte mais ver os mercados regionais, onde o povo compra mesmo, do que os “empórios gourmet”, vale a pena dar uma passada no mercado de San Telmo.
O bairro, por si só, já é uma delícia, com uns restaurantes bacanas e uma feirinha bem legal de domingo.

Mas o mercado, que é bem simples e nada tem de turístico, é um passeio interessante para entender os hábitos alimentares dos portenhos. Lá tem barraquinha de frutas e legumes, tem velhinho que faz linguiça na hora, tem carne fresca, tem restaurante, tem quiosque de café, dá pra comer empanada, tem loja de antiguidade, lugar que vende tralha… Tem de tudo! Você vai achar alguma coisa que te agrade!

+ Borough Market: um mercado maravilhoso em Londres +

Sempre que eu vou nesses mercados me dá uma vontade de morar na cidade, ou ao menos ter uma cozinha provisória, pra comprar um monte de coisas e cozinhar tudo!

O mercado fica na Rua Defensa, esquina com a Carlos Calvo, em San Telmo. Metrô mais próximo: Independencia (900m).

5. Casa Rosada e os prédios históricos do Centro

Casa Rosada - Ponto turístico em Buenos Aires
A Cara Rosada que nem é tão rosa assim!


Mesmo que a história recente do governo da Argentina seja meio torta, é bem interessante visitar o Centro e a Casa Rosada. Sempre acho que tentar entender um lugar politicamente é entender um pouco da realidade daquele povo.

O Centro está cheio de prédios históricos muito bonitos (quem curte arquitetura vai amar), mas eu gostei mesmo pois fiquei imaginando como foram os panelaços históricos que aconteceram ali, as comemorações de todas as vitórias de times de futebol e o sofrimento das mães que ficam até hoje na Plaza de Mayo, ali do ladinho, procurando seus filhos desaparecidos.

De lá, também tem uma boa vista do Obelisco e dá para visitar a Catedral Metropolitana, que vale entrar, pois é muito bonita.

Passeio histórico, check!

A Casa Rosada fica na Balcarce, 50 – Centro. Metrô mais próximo: Plaza de Mayo (80m).

6. Vá a um show de tango.

Show de tango Esquina Carlos Gardel - Roteiros de Buenos Aires
Show de Tango do Esquina Carlos Gardel


Tem certas experiências que apesar de extremamente turísticas, não podem deixar de ser vividas. Uma dessas é ir a um show de tango em Buenos Aires.

As ofertas são muitas: tem desde shows de tango menores, mais populares, sem muito alarde, a preços mais convidativos, até os que são mais “espetáculo” do que show de tango em si, caríssimos. Os turistas piram no Mister Tango, que é uma mega produção e que na verdade, tem pouca dança e muita encenação.

Eu fui no Esquina Carlos Gardel e achei maravilhoso.
Sim, ele não é nada barato (paguei uns 900 pesos por pessoa, ou R$ 236 no câmbio blue, a R$ 3,80, com bebidas à vontade e transporte incluso), mas vale o esforço financeiro.

No show, que tem cenários simples, pouca encenação, mas muita dança e músicas cantadas ao vivo, é impossível não se emocionar. O elenco é ótimo e você vai ficar babando em um casal de dançarinos que com certeza tem mais de 50 anos e mandam muito no tango.

O figurino é de cair o queixo e a beleza dos movimentos e das músicas são surpreendentes. Dá vontade de sair de lá e ficar ouvindo tango o resto da noite. Ou de ir correndo se matricular em uma aula de tango (sqn).

Normalmente, os shows de tango para turistas tem jantares incluídos (que eu não acho que vale a pena. São super caros e a comida não parece nada demais) e transporte de ida e volta, da porta do hotel até o show, mas você também pode optar só pelo show ou por um pacote de bebidas.

Alguns lugares como o famoso Café Tortoni, fazem shows de tango pequenos, para umas 50 pessoas, por preços bem acessíveis.
Esteja você esbanjando plata ou “on a budget”, não perca um show de tango. É uma verdadeira experiência!!!

7. Teatro Colón

Teatro Colón - Ponto turístico em Buenos Aires
Teatro Colón


Mais um passeio para os amantes de arquitetura.
O Colón é o principal teatro de Buenos Aires (tipo o nosso Municipal) e já foi considerado um dos melhores teatros do mundo.
Tem uma arquitetura imponente e recebe os melhores espetáculos da cidade.

+ Onde comer empanada em Buenos Aires? + 

É possível fazer uma visita guiada ao teatro, com guias explicando como o Colón fez parte da história argentina e apresentando as principais salas e características do teatro.
Apesar de parecer bem interessante e completo, eu não fiz o tour porque achei extremamente caro. O ingresso, que custa 180 pesos, fica quase R$ 50 para nós, brasileiros. Mas mesmo assim, vale a pena passar por lá para conhecer.
Preferi gastar a minha onça em comida!

O teatro fica na Cerrito, 628. Metrô mais próximo: Tribunales (240m).

8. Comprinhas (ou wifi) no Distrito Arcos

Se você quer fazer umas comprinhas em Buenos Aires (o que não tá valendo muito a pena, já que a cidade tá caríssima), mas não quer ficar enfurnado dentro de um shopping sem ver a luz do sol, você tem que ir ao Distrito Arcos.

O outlet foi construído em uma antiga estação de trem e além de manter parte da arquitetura original, ele é totalmente aberto e com um grande jardim com bancos no meio (parece um pouco o Catarina Outlet).

Lá tem algumas marcas internacionais, como Lacoste e Adidas, e muitas marcas argentinas, o que é legal pra quem quer sair da moda internacional pasteurizada.

Se você não estiver a fim de comprar, o Distrito Arcos pode ser uma parada estratégica para um café ou sorvete (tem Freddo e Starbucks na praça de alimentação estamos no shopping Morumbi?) ou para usar o wifi de lá, que é aberto e gratuito, para acessar as dicas do Magali e ver onde você vai comer por ali…

O Distrito Arcos fica na Paraguay, 4979, em Palermo. Metrô mais próximo: Palermo (500m).

9. Caminito, Caminito

Caminito, La Boca, ponto turístico em Buenos Aires
Caminito: ame ou odeie!


Sabe o que eu disse sobre o show de tango, que tem algumas experiências turísticas que você tem que viver? Então, tem outras que você não precisa viver.

Acho que o Caminito é um lugar meio ame ou odeie. Definitivamente não dá para passar por lá sem ter uma opinião.

Pra mim, é um lugar pra você visitar uma vez só, da primeira vez que for a Buenos Aires e depois nunca mais.
O entorno é meio barra pesada, o lugar é sujo, os restaurantes são ruins, os preços são inflacionados, tá cheio de pegadinha e as casas de zinco são meio sem graça. (Ok, confesso que eu não gostei de nada de lá!)

Se você nunca foi a Buenos Aires, ok, tem que ir, faz parte do roteiro turístico da cidade. Mas se você já foi, serião, gaste o seu precioso tempo em outros lugares. A menos que você curta tirar foto com o sósia do Maradona ou pagar pra tirar uma fotinho tosca com um pseudo dançarino de tango com uma rosa na boca.

Eu não volto. É muito “pega-turista-desavisado” para o meu gosto!

O Caminito fica na Av. Don Pedro de Mendoza com a Magallanes. Não tem metrô lá perto e não aconselho caminhar muito por lá.

E aí, curtiu as dicas de Buenos Aires? Tem alguma coisa pra acrescentar aqui? Deixe seus comentários aqui embaixo ou use a #MagaliViajante no Instagram pra marcar as suas fotos.

Gosta do Magali Viajante? Então não esquece de seguir a gente em todas as mídias sociais. Tem conteúdo exclusivo para o Facebook, Instagram,Twitter,YouTube e até Snapchat. Segue lá!

5 comments

  • Nossa que bom que eu li seu post antes de viajar. Na verdade muitas pessoas já me avisaram dos perigos do caminito, mas vc é a primeira a falar mal do resto.

    • Oi Nathália,

      Obrigada pela visita e pelo comentário.

      É como eu escrevi no post, acho que quem vai pela primeira vez para Buenos Aires tem que ir no Caminito sim, para tirar as próprias conclusões.
      Eu não gostei e acho que a cidade tem bem mais coisa bonita e interessante para ver.

      Quando você voltar, conta aqui no blog o que achou do Caminito. Quem sabe você não concorda comigo? 😉

      Um abração!

  • Boas Magali,

    o cambio blue ou paralelo ao que vc se refere é realizado em casas de câmbio em buenos aires, ou tem que procurar com pessoas avulsas, como acho?,

    • Olá Pedro,

      Na Calle Florida você vai ver diversas pessoas oferecendo.
      Se você der um Google sobre o assunto, vai achar diversas indicações de onde trocar o câmbio blue.

      Um abraço

Comments are closed.