10 Passeios Bem Paulistanos para Comemorar o Aniversário de São Paulo


Criolo é a cara de SP…

Segunda feira é feriado em comemoração ao aniversário de São Paulo.
A cidade, que faz 462 anos, divide opiniões. Tem quem adore a cidade, diga que aqui é onde tem os melhores restaurantes, programas culturais, emprego, gente bonita, enfim, onde as coisas acontecem…
Por outro lado, tem quem diga que em São Paulo tudo é demais: trânsito demais, poluição demais, violência demais…

Eu concordo em partes com os dois lados, mas acho que São Paulo tem muita coisa boa que a gente esquece de ver na correria do dia-a-dia.
Por exemplo: quantos parques, museus e mercados da cidade você conhece? Ou quantos deles visita em um mês? Sabia que a cidade tem uma intensa programação gratuita? Não? Então tá na hora de você olhar pra SP com mais carinho.

Por isso, pensei em 10 passeios na cidade que você pode fazer no dia 25 e em qualquer outro dia do ano. São passeios simples, comuns e provavelmente você já conheça muitos deles. Mas às vezes a gente se esquece de tanta coisa legal tem na cidade né? Então aí vai o lembrete pra vocês…

1. Caminhar sem pressa no Parque do Ibirapuera

parque do ibirapuera
As crianças também se divertem por lá

Apesar de estar envolvido em recentes polêmicas e ter aumentado muito o seu público, principalmente aos finais de semana, o Parque do Ibirapuera ainda é um oásis na selva de pedra.
O parque, que em 2015 foi eleito o melhor do mundo pela The Guardian, é um espaço democrático, onde pessoas que moram no bairro (um dos metros quadrados mais caros da cidade) fazem exercício durante a semana e também onde diversas pessoas da cidade inteira vem no final de semana para ter lazer gratuito.

Se você não gosta de multidões ou de confusão, neste dia 25 vá ao parque cedo, até umas 9h da manhã. Aí você vai ter tempo de caminhar sossegado por lá, respirar ar puro e se inspirar em meio à natureza no meio da cidade de São Paulo.

Preste atenção em tudo o que acontece por lá: estrangeiros tirando fotos, pessoas sozinhas se exercitando, grupos de corrida, skatistas, idosos fazendo tai-chi, gente meditando, crianças correndo, piqueniques, casais apaixonados, vários museus bacanas. Com a lente certa (e no horário certo) o parque é encantador. Mesmo que você já frequente o parque, vá com outra cabeça e perceba quais motivos (por mais que te pareça meio exagerado e eu concordo com você) que fizeram o parque ser escolhido como o melhor do mundo.
E o melhor de tudo: é gratuito!

Av. Pedro Álvares Cabral, s/n. (11) 5574-5177. Metrô mais próximo: Brigadeiro ou Ana Rosa (3km).
Você pode conferir a programação do parque nos aplicativos Parque Ibirapuera Conservação ou Meu Ibira.
Abre diariamente, das 5h a 0h.
http://www.parquedoibirapuera.com/

2. Se perder entre flores e plantas no Jardim Botânico.

jardim botânico de são paulo
No Jardim Botânico, dá até para fazer piquenique

Se você gosta de parques, área verde e natureza, mas quer um cantinho mais vazio e tranquilo, o Jardim Botânico é uma boa opção.
Eu já fui várias vezes lá, durante a semana e aos finais de semana também e sempre está vazio.
O espaço é enorme e um convite a quem gosta de botânica. São diversas estufas e áreas livres que abrigam diferentes espécies de flores, árvores nativas, espécies raras e muita, muita área verde.

O Jardim Botânico é perfeito para quem quer tirar fotos, fazer um piquenique preguiçoso, deixar as crianças correr, ou mesmo só ler um livro e ficar tranquilo.

Avenida Miguel Estéfano, 3031 – Água Funda – (11) 5073-6300 – Metrô mais próximo: Conceição (2,3km)
Funciona de terça a domingo e feriados, das 9h às 17h. Durante o horário de verão, fica aberto até às 18h.
A entrada custa R$ 5.
http://jardimbotanico.sp.gov.br/

3. Encantar-se na Pinacoteca

pinacoteca de são paulo
Exposição do Ron Mueck na Pinacoteca

Para os interessados em arte e cultura, a Pinacoteca é o lugar imperdível de São Paulo. O museu que é world-class, comparável com grandes museus do mundo, tem um acervo ótimo e sempre recebe exposições incríveis, como a do Ron Mueck, em 2014.
O prédio da Pinacoteca já é, por si só, um baita de um passeio, por causa de sua arquitetura maravilhosa.
No dia 25, a Pinacoteca estará com cinco exposições, além da exposição de esculturas no Parque da Luz. São elas: Transver – Fotografias feitas por pessoas com deficiência visual; Uma coleção particular – Arte contemporânea no acervo da Pinacoteca; Arte no Brasil: uma história na Pinacoteca de São Paulo; Galeria Tátil e Coleções em Diálogo: Museu Paulista e Pinacoteca de São Paulo (esta última será iniciada no dia 25).
É meu museu preferido de São Paulo!!!

Praça da Luz, 02 – Luz – (11) 3324-1000 – Metrô mais próximo: Luz (210m).
Funciona de quarta a segunda, das 10h às 17h30, com permanência até às 18h.
O ingresso custa R$ 6 e é gratuito aos sábados.
http://www.pinacoteca.org.br/

+ Saindo da Pinacoteca, dá pra comer no El Nuevo Sabor Latino, ali pertinho +

4. Espiritualizar-se na Catedral da Sé.
catedral da sé são paulo
Você não precisa ser religioso ou espiritualizado para ir na Catedral da Sé. A igreja é ponto turístico obrigatório em SP e todos deveriam conhecê-la.
A Catedral é lindíssima e é bem interessante acompanhar parte de uma missa, mesmo que você não fique até o final.
Eu não sou católica, mas gosto de observar os rituais religiosos do povo e achei bem legal ver quanta gente ainda se mobiliza para ir até o Centro e assistir à missa na Sé.
Nesta segunda terá uma programação especial: a missa em comemoração ao aniversário da cidade acontecerá às 9h e em seguida, um concerto será apresentado na Catedral. Passeio erudito!

Praça da Sé, s/n, Centro – (11) 3107-6832 – Metrô mais próximo: Sé (300m).
Segunda a sexta, das 8h às 19h; sábado, das 8h às 17h e domingo, das 8h às 13h.
Entrada gratuita.

5. Aproveitar a programação do SESC.

sesc sp
Show do Rico Dalasam no SESC Pompéia

Eu adoro o SESC! Em todas as unidades tem uma extensa programação gratuita, além de shows excelentes, peças de teatro e atividades com preços super acessíveis (o último show que vi lá foi do Rico Dalasam, semana passada, mas também já vi Emicida, Andy Summers e Funk Como Le Gusta. Todos ótimos).
Em algumas unidades, como a de Pinheiros, dá para almoçar em sistema de quilo com comida honesta e preço baixo e no SESC Pompéia, tem um espaço incrível para ler, conversar, descansar ou apenas matar o tempo, além da choperia, com comidinhas e cerveja.

Seja você criança, adulto, idoso, descolado, hipster, tímido, fashionista, fitness ou whatever, com certeza vai encontrar alguma coisa bacana para fazer no SESC.

No dia 25, a programação inclui show da Maria Gadu, na unidade Itaquera; Clube do Balanço, em Santo Amaro; Funk Como Le Gusta no Campo Limpo; além de peças de teatro, aulas de diferentes atividades físicas e exibição de filmes.
É uma programação quase infinita…

Veja todas as unidades e a programação completa no site http://www.sescsp.org.br/

6. Ter outra perspectiva no Mirante 9 de Julho
mirante 9 de julho
Reaberto com uma nova proposta em 2015, o Mirante 9 de julho virou ponto de encontro dos moderninhos, hipsters e descolados da cidade.
Mas mesmo que você não se encaixe em nenhuma dessas categorias, o espaço é bem bacana, oferece uma vista da 9 de julho que estava esquecida, além de ter um bom café, comidinhas e eventos acontecendo o tempo todo.

O final de semana inteiro terá atividades especiais em comemoração ao aniversário da cidade, mas na segunda, tem apresentação do espetáculo infantil Máquinas, oficina de teatro, música no Mirante com DJ Tahira e sessão de cinema ao ar livre com a exibição do filme São Paulo: Sociedade Anônima.

Vem ter uma outra perspectiva dos espaços da cidade e da Nove de Julho!

Rua Carlos Comenale, s/n, Bela Vista – Metrô mais próximo: Trianon-MASP (300m).
Terça a domingo, das 10h às 22h, com abertura especial nesta segunda.
Entrada gratuita.
https://mirante.art.br/

7. Apreciar a arte de rua no Beco do Batman.
beco do batman sp
São Paulo é uma das capitais mundiais da arte de rua e ultimamente vem ganhando mais espaços para a apreciação desta arte, como o corredor da Avenida 23 de Maio.

E um dos pontos principais da cidade para quem quer ver este tipo de arte é o Beco do Batman, na Vila Madalena.

Literalmente um beco, ou uma viela, o Beco do Batman tem todas as suas paredes cobertas de grafites e manifestações artísticas que são a cara de SP.

É o lugar perfeito para levar gringos, tirar fotos ou apenas passar um tempo lá, tentando decidir qual parede é a sua preferida. Sempre tem alguma coisa nova por lá, então se você já foi, vale a pena ir de novo para conferir o que tem de novidade.

Fica entre a Rua Gonçalo Afonso e a Rua Medeiros de Albuquerque, na Vila Madalena – Metrô mais próximo: Fradique Coutinho (1,3km).
É uma rua pública, então fica aberta 24h e tem entrada gratuita.

8. Provar a cultura oriental na Liberdade.

liberdade são paulo
Produtos japoneses na Liberdade. Créditos: Juliana Mozart

O bairro da Liberdade já foi reduto dos japoneses que chegavam à cidade. Hoje, está mais para um espaço multicultural asiático: sim, ainda tem japoneses, mas também tem coreanos e chineses.
E lá é o lugar para quem admira essas culturas. Tem comida típica, tem mangá e quadrinhos, tem produtos de lá, tem filmes coreanos e tem até associação japonesa com programação para a comunidade.

Mas mesmo que você não queira comprar ou comer nada (o que eu duvido), a Liberdade é um passeio muito legal que mostra como SP é uma cidade enorme, que aceita todos os povos e culturas. Mais um ponto positivo da cidade que a gente sempre esquece de olhar.

É só descer no Metrô Liberdade e explorar as ruas ao redor.

+ Conheça o Ten Sushi: comida japonesa de verdade na Vila Mariana +

9. Fazer o passeio típico do paulistano: ir ao Mercado Municipal.

mercado municipal de são paulo
Frutas no Mercadão. Créditos: Christine Lee

Sim, é cheio, as coisas são caras e tem turista pra caramba. Mas é legal demais.
E em diversos sentidos: dá pra ir lá só para comer os tradicionais Sanduíches de Mortadela, Pastel de Camarão ou Bolinho de Bacalhau, dá para comprar frutas exóticas, temperos, peixes, carnes, ou dá pra ir só passear e ficar provando todas as coisas que os comerciantes oferecem. E de quebra, ainda dá para dar uma voltinha na 25 de março (pra quem gosta do esporte).

O que você provavelmente não sabia é que dia 25 de janeiro, além de ser aniversário de SP, também é aniversário do Mercadão. Para comemorar, às 13h terá um show do Rogério Rochlitz e Quarteto.

Uma dica: o Mercadão é ótimo para comprar peixes e frutos do mar. Geralmente eles tem um bom preço e são frescos, mas se você quiser comprar frutas, legumes e verduras, não compre no Mercadão, que é bem caro, vá ao Kinjo Yamato, mercado municipal ao lado do Mercadão, nada turístico, mas que vende coisas ótimas por um preço bom.

Rua da Cantareira, 306, Luz – (11) 3313-3365 – Metrô mais próximo: São Bento (600m).
Segunda a sábado, das 6h às 18h e domingos e feriados, das 6h às 16.
Entrada gratuita.
http://www.oportaldomercadao.com.br/

10. Conheça o Mercado de Pinheiros, menos cheio, mais hypado.

mercado de pinheiros sp
Ceviche da Comedoria Gonzales, no Mercado de Pinheiros

O Mercado de Pinheiros existe no lugar que é hoje desde 1971, mas foi nos últimos 3 anos que passou a ser conhecido pelo público mais jovem e moderno.
Ele é um mercado municipal normal, com barracas de frutas, verduras, peixes e carnes, mas o seu grande diferencial são algumas opções gastronômicos que abriram ali nos últimos anos.
O mais antigo ~e melhor~de todos é a Comedoria Gonzales, que eu já falei tantas vezes aqui no blog.
Agora tem também o Mocotó Café e nos próximos meses, veremos alguns boxes do Alex Atala por lá.

Vale ir lá na segunda para comer comida muito boa em um espaço público.

Rua Pedro Cristi, 89 – Pinheiros – Metrô mais próximo: Faria Lima (350m).
Segunda a sábado, das 8h às 18h.
Entrada gratuita.

+ Comedoria Gonzales: comida ótima no Mercado de Pinheiros +

Diz aí, dá para amar mais São Paulo neste feriado, né não?

Gosta do Magali Viajante? Então não esquece de seguir a gente em todas as mídias sociais. Tem conteúdo exclusivo para o Facebook, Instagram,Twitter,YouTube e até Snapchat. Segue lá!

 

2 comments

Submit a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *